causa e efeito (tostines)

Vou começar assim, o brasileiropocotó tem o que merece.

Nas minhas andanças diárias topei com o artigo interessante sobre o projeto de lei 6741/06, apresentado pelo deputado Nilson Mourão (PT-AC), que prevê a obrigatoriedade da dublagem para a língua portuguesa, das obras cinematográficas produzidas em idioma estrangeiro e exibidas comercialmente na terra do o guarani.

Segundo o ilustre (Ãhn?) deputado, o brasileiropocotó é inculto demais pra ler as legendas, olhem a pérola do nobre:

As deficiências de leitura dos estudantes brasileiros e os índices altíssimos de analfabetismo funcional constituem um dos motivos que impedem a democratização do cinema como alternativa de entretenimento e cultura para a maioria da população brasileira.

Reparem que com esta frase infeliz, ele concorda que o nosso estudante é mal alfabetizado, sem falar no funcional, que vem em seguida.

Na minha visão, talvez ele prefira gastar o seu tempo com projetos que tentam reduzir as dores, ao pensar em soluções para curar a doença, ou talvez ele próprio goste de filmes estrangeiros, quem vai saber? Você quer opinar?

Vivemos num eterno efeito tostines, nossos governantes são esquisitos porque somos incultos ou somos incultos porque temos governantes esquisitos?

Essa idéia mirabolante ainda será apreciada pelas comissões de Educação e Cultura e de Constituição e Justiça e de Cidadania da câmara, mas conhecendo a nossa câmara, o que podemos esperar de tais analises?

Mais sobre o assunto aqui e aqui
Vi primeiro em: Jogando Conversa Fora

Anúncios
Publicado em cultura, política
6 comentários em “causa e efeito (tostines)
  1. Claudio disse:

    Realmente mais um projeto “digno” dos nossos parlamentares.

    Valeu pela citação e pela visita.

    abs

  2. Tutume disse:

    Bom, não dá para esperar muito deste pessoal mesmo. O negócio é ficar de olho na lei, e se aprovada, abrir uma empresa de dubragem (como o tal deputado deve estar pensando inclusive).

    Mas uma coisa que sempre pensei Junior, é que uma coisa que falta em todas as citações que envolvem leis, projetos de leis, etc, é que falta uma referência oficial. Dai surgem muitos SPAM que se referem leis, mas na realidade elas não existem. Neste caso, existe.

  3. Luma Kimura disse:

    Tenho até medo do que se pode (e não pode) esperar desses caras.

    Comentário aleatório mais ou menos relacionado: no meu trabalho tenho que publicar na internet as leis e decretos que saem na imprensa oficial do município e inevitavelmente acabo lendo todos… e o pensamento – constante e revoltante – que fica na minha cabeça é sempre o mesmo: “os caras ganham e desperdiçam mesmo tanto tempo criando leis DESSE TIPO!?”. É cada coisa que a gente desacredita.

    Para constar: odeio filmes dublados.

    Abraço!

  4. Evilasio disse:

    daqui pro fim de semana eu te passou uma msg explicando direitinho aquela parada, blz? 🙂

  5. […] Obviamente é muito mais fácil governar pessoas sem conhecimento, cultura e capacidade de questionamento. Governar um povo que não se indigna com noticiário algum (só com football) pelo simples fato de não compreendê-lo. Governar uma nação de analfabetos funcionais, como disse um nobre (Ãhn?) deputado. Óbvio que é mais fácil, o problema mora em gostar disso. Gostar de governar pobre perpetua o efeito tostines. Até quando vamos basear nossas escolhas naqueles que perpetuam a ignorância para chegar, e permanecer no poder? […]

  6. pergunto E QUEM E DEFICIENTE AUDITIVO? COMO FICA ? E QUEM ODEIA DUBLAGEM ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: