me digam, e cuba?

Tenho visto muita gente publicando textos muito bacanas sobre o Fidel e sua enfermidade. Vou propor deixar o vovô morrer em paz e falar sobre Cuba, sem falar de como foram os seus últimos anos. Vamos falar de fatos mais atuais, que ajudam a entender a sua importância no contexto dos países americanos, já que ela está a 40 anos entalada na garganta ossenta do Tio Sam.

Vamos a alguns fatos sobre a ilha, e seu povo.

Cuba teve revolução. Têm o melhor charuto nacional do mundo, lindos carros antigos, um comandante rabugento e atrazadão, véinho e doentão, amigão do Lulalelé.

A ilha tem 12 milhões de Cubanos, um povo alegre, amável, batalhador e até festeiro. Um povo talentoso que recebe boa educação e boa saúde.

Pronto, por enquanto não precisamos de mais fatos sobre a ilha. Podemos falar de Miami?

O que Miami tem? O aterro fedidão (sim, Miami cheia mal) tem 2 milhões de cubanos exilados.

Esses 2 milhões de cubanos decidem as eleições na Flórida, e com isso, decidem as eleições num dos maiores colégios eleitorais dos EUA, eles decidem o destino de 200 milhões de americanos e de 12 milhões de cubanos lá na ilha, vejam só que ironia.

Quer ironia maior? Os 2 milhões de exilados votam em quem fizer mais contra o Fidel, que engraçado. Não acharam engraçado? Ai ai, eu sou sem graça mesmo.

Retomando. Quem quiser chegar presidência nos EUA, precisa se render a fedidinha Miami, ou leia-se, poucas velhas famílias cubanas que durante os últimos 40 anos são inimigas do Fidel. Essas famílias têm uma briga pessoal com o barbudão rabujento que não tem nada haver com o povo cubano. Essa famílias dominam os 2 milhões de exilados cubanos na Flórida. Que flórida isso, não?

Assim como num outro país abaixo do Rio Grande, são famílias endinheiradas que elegem parlamentares e mandam na política. Com o perdão do trocadilho, não lhes parece familiar?

Essas famílias e seus parlamentares fazem de tudo pra ferrar o Fidelzão, usando seus parlamentares na manutenção dos embargos comerciais, evitando que turistas americanos levem seus dólares a Cuba, evitando o comercio de remédios e insumos tão necessários aos 12 milhões que sobrevivem na ilha.

Os 2 milhões de exilados fugiram do barbudão pra cair nas garras dos inimigos pessoais dele, estas famílias cubanas, e vejam mais essa ironia, votam com eles pra presidente dos EUA, votam com eles pra acabar de ferrar Cuba.

Qual o resultado prático dessas ironias? Na prática, são 2 milhões de exilados cubanos que decidem o destino de 2 países.

Chegaram lá? Entenderam porque os EUA deixa de lucrar vendendo para Cuba tudo o que ela precisa (e ela precisa de tudo mesmo)? Pra chegar a presidência, é obrigatório bater no Fidel.

Não gosto de publicar nada sem a minha opinião, sempre tão pessoal (e as vezes desagradável), mesmo que seja informativo. Dessa vez, porém, deixo as opiniões por conta dos meus venerados leitores.

Lara, posso considerar o seu pedido atendido?

Technorati Tags: , , , ,

Anúncios
Publicado em Sem categoria
37 comentários em “me digam, e cuba?
  1. Charimann disse:

    Bom Dia Junior!

    Excelente texto amigo!! Muito bom…
    Este teu texto me trouxe coisas que e eu não sabia e, é muito bom poder saber sobre elas. Não tenho a acrescer, infelizmente, afinal, não domino o assunto (melhor que eu vir aqui e escrever merda não acha?).
    Abação e um excelente início de semana.

  2. Luma disse:

    Rende ibope falar mal do Fidel. Veja a entrevista que o Alckmim deu para a Folha de S. Paulo. Disse que Fidel Castro é uma “figura do passado” e coisas que estamos cansados de ouvir. No mais, vale lembrar essa nova geração de eleitores e toda a corja que vota no Lula que é bom que se condene as restrições s liberdades civis em Cuba e as supostas execuções de dissidentes do regime.
    Boa semana! Beijus

  3. Olá Júnior, é a primeira vez que comento aqui embora venha sempre. Mas acho que vc está coberto de razão. Agora a pergunta que não quer calar é: e se Fidel Morrer (e ele vai um dia, né?) qual será o destino de toda aquela gente, hein? O irmão, que assumiu interinamente, reza na mesma cartilha do barbudo velho… será que muda alguma coisa ou Cuba vai continuar sendo a única república de bananas comunista do mundo hein?

    Um abraço!

  4. Lula disse:

    Então, lendo isso lembrei-me do Scarface, qdo um dos irmãos aconselha o outro a dizer, no exílio, que ele estava no sanatório em cuba, e o irmão burro disse q estava no sanitário, lembra? São esses q decidem!
    Lendo o comentário da ‘Luma de Oliveira’ aí em cima, fiz uma visitinha rápida ao site dela e observei q ela não é só bunda e peitos, não! parece que tem miolo. Infelizmente não percebeu que a corja que vota no Lula(aquele)é, não só a maioria que o elegemos com a maior votação deste país, mas tbm a mesma que AINDA o mantém em 1º lugar nas pesquisas. Democracia é assim, queiramos ou não, gostemos ou não, viu Luma de Oliveira.
    Abraços novo migovéi.

  5. Ficticia disse:

    Bueno !! Não vou poder comentar por ignorância sobre o assunto. Assim, vou procurar ler mais sobre Cuba X Fidel X EUA e voltar aqui para opinar com subsídios próprios. Pro enquanto fico conhecendo apenas a sua versão e a sua opinião.

  6. Jacque disse:

    Adorei o estilo em que foi contada a história e a política que envolve Cuba e EUA. Eu não sabia de algumas coisas que você citou (Frigideira também é cultura, uai, hehehe!). E por aqui a poeira tá comendo. Já pintaram as duas salas. Estão agora no meu quarto e no quarto da minha mãe. A casa tá de pernas pro ar, hehehehe! O que tem de coisas espalhadas até dentro do banheiro…você nem pode imaginar,hehehe!
    Beijos.

  7. Hackel disse:

    oie!
    primeira vez que entro aqui e já dou de cara com um post sobre cuba e um sobre a questão no líbano! muito bom!

    sobre cuba, é engraçado ver o povo fazendo piada, falando que fidel é bom ou mau, esse antigo jogo maniqueísta de pensar, sem considerar todo o passado histórico.

    muita coisa pode acontecer ainda em 2006, é aguardar o desenrolar dos fatos. abraços.

  8. cilene disse:

    Eu acho Fidel o fim…se os cubanos tem boa educacao…e outras coisas boas nao sei….sei que essa maneira de governar esta morta a muito tempo..

  9. Diana disse:

    Olá….

    Esclarecedo Junior….
    Bjs….

  10. Diana disse:

    opsss……

    endereço errado no coment anterior….

  11. Ricarda disse:

    não sei muito sobre esse assunto, na verdade, digamos que eu só sabia o basicão mesmo.
    fiquei me informando mesmo por esse texto (muito bom por sinal) que vc fez…
    até mais!!

  12. DriScully disse:

    Não tem uma opinião formada, mas que vc tem razão, ah se tem!

  13. Aldemir Silva disse:

    Não podemos condenar Fidel pelo seu tipo de governo. Ou seria simplista demais ou seria apenas produto da invasão cultural norte americana.

    Não nos esqueçamos que os ideais da revolução que marcou Cuba são mais que justos. Desde então travou-se uma luta entre o Gigante Golias (EUA) e o pequeno Davi(Cuba). E nesse caso o vitorioso não foi Davi, pelo menos do ponto de vista econômico.

    Mas perguntamos por que apoiar a ditatudura severa de Fidel? É Cuba não é um mar e rosas. Mas a política imperialista dos EUA tb é tão cruel quanto.

    Cuba deixou de ser o quintal dos americanos e apesar da visível derrocada econômica Cubana. Os ideais se mantém vivos. Talvez não sobrevivam a morte de Fidel. Fidel vivo não interessa aos EUA. Assim podem dominar mais essa fatia ocidental, ainda não conquistada.

    Sim, Cuba não é o paraíso. Mas algum de vcs conhecem esse lugar?

  14. José Luiz disse:

    Sôbre Cuba, é bom dar uma olhada nos links abaixo.

    http://www.olavodecarvalho.org/convidados/altodemais.htm
    http://www.olavodecarvalho.org/convidados/cuba.htm

    Uma coisa eu sei, Pinochet que é execrado como genocida (e É MESMO) matou 3000 chilenos. Fidel matou 10 vezes mais e é tratado como um herói. FIDEL….QUE O INFERNO O AQUEÇA O MAIS CEDO POSSIVEL!!

  15. Aldemir Silva disse:

    E os EUA? Já fez o cálculo?

    Fidel não é um herói. Matou milhares de oposionistas. É verdade. George W. Bush tb não. Mas quanto foram mortos pra defender os interesses americanos?

    E se achar que vivemos numa perfeita democracia ocidental, vide os mensaleiros e sanguessugas.

    Enfim, se vc busca heróis esqueça. Eles morreram de overdose.

  16. Matilda disse:

    Realmente, pensado nesse angulo sobre os votos dos cubanos em Miami ainda não tinha, mas isso é forte, mas…
    Será mesmo isso?
    Pois, :)…

  17. Palpiteira disse:

    Gostei de ler este texto. Não sabia que as coisas funcionavam assim. É um vergonha, né? É como se o ser humano tivesse algo dentro dele que o impedisse de ter paz, seja em que canto do mundo for. Um querer desenfreado, uma sede de poder insaciável. Quanta gente morre em nome do que acredita, não é mesmo?

  18. Letícia disse:

    Òtima informação! Mas não tenho pena do velhinho não.

  19. Flavia Sereia disse:

    Olha, que eu não tinha analisado a coisa por esse angulo, há o que se pensar sobre isso viu!

    bjs

  20. Dono do Bar disse:

    Devo dizer que nunca gostei do Fidel Castro. Pra mim, um ditador será sempre um ditador, mesmo ele se declarando inimigo dos vizinhos americanos. Também sou contra a política expansionista do lunático Bush. Quanto ao sistema eleitoral norte-americano, sabe-se que é ultrapassado. Vale lembrar que Bush foi eleito mesmo tendo perdido no total de votos.

    Castro não deixará saudades, só misérias.

    Ps: Recadinho para minha amiga blogueira Luma. Vivemos em uma democracia, graças ao bom Deus e também aos que morreram por ela. Votei no Lula e não fui o único. Acho engraçado que nessas horas de aperto, ninguém votou no homem. Tudo bem. Agora, Luma, não me chame de “corja” só por não partilhar de suas idéias e/ou inclinação partidária. No momento isso é tão oportunista quanto falar do mal do ditador Fidel Castro.

  21. mario disse:

    Olá
    É verdade, todo mundo fica falando do fidel, pra mim esse cara ja está nos seus ultimos suspiros, se já não morreu não vai demorar para acontecer!!
    Continue me visitando

    T

  22. Junior se lá em Miame os cubanos decidem eleição, aqui os desdentados, semi-analfabeto, etc, tb decidem, né. Estamos vendo as pesquisas.
    Nunca vou acreditar que o povo cubano é feliz. Mas isso é opinião minha, viu?
    Abraço, Liliane

  23. dizem que a maioria dos cubanos são ilegais, e não votam cara !
    eu também não consigo entender tamanho interesse em Cuba.

  24. junior disse:

    Carlos,
    Quando eu falei de 2 milhões, eu falei de 2 milhões de “exilados”, não de ilegais. Se fosse falar em ilegais, falaria sobre o dobro disso. Não gosto muito dessa coisa de “dizem”, acho muito I saw you saying that you say that you saw, tomo muito cuidado com isso. As informações que eu publiquei tem fonte, rssss.

  25. o dizem é um amigo norte-americano-estadunidense 🙂
    ele votou em bush…
    ele diz que o interesse dos americanos em Cuba é algo como fazer negócios com os cubanos e que cuba é muito bom para turismo e tal.
    por isso eu sempre pergunto a ele, qual o interesse dos EUA em Cuba…
    não faz sentido cara.

  26. jan disse:

    @ duard – Carlos Aquino:
    Esse “turismo” em Cuba seria algo como bordéis e cassinos, como nos tempos de Batista??

  27. Pelo que converso com ele,
    dizem que o país é muito bonito blá-blá-blá
    mas isso é opinião dele… não do governo do país dele, claro !

  28. jan disse:

    @ duard – Carlos Aquino:
    Bom, é que eu apenas acho q é pelo “turismo” na ilha que os EUA vai pegar Cuba… Meio que “pegar o peixe pela boca” pq, basicamente, o que não deixou Cuba falir é o mercado paralelo que esse “turismo” movimenta…

  29. Andrea N. disse:

    Obrigada pela visita, Junior. Esse caso EUA-Cuba eh complicado mesmo. Ainda mais quando a gente sabe que eleicoes aqui (nos EUA) podem e sao manipuladas a vontade. Lembra como o Bushento entrou da primeira vez? Pois eh…

  30. Flávio disse:

    Não sei não, Júnior, mas acho que vc deixou a sua opinião expressa nas entrelinhas… e bem expressa, aliás! 🙂 Qto a mim, pessoalmente simpatizo com o Fidel; assim como com a caneta-tinteiro, a TV preto-e-branco, a máquina fotográfica de filme… sou meio saudosista, entende? 🙂

  31. Priscila disse:

    Caracaaaaaaaaaaa, post muito massa, adorei…
    Falar de Fidel, Cuba, é bem engraçado pq penso jamais conseguiria viver em Cuba, imagina, sem máquina digital, sem um carro com conforto, sem novas tecnologias… aiiiiiiiii nem 2 dias pra mim…
    Beijos

  32. Incrivelmente eu fugi de ler textos sobre o Fidel e a guerra entre Líbano e Israel, mas desse seu eu não pude fugir… Mostrou uma visão diferente do assunto. Muito bom! Agora eu entendo por que seu posts tem sempre tantos comentários! hehe!

    Abraço!

  33. Douglas disse:

    Contradições, conbtradições, sobre cuba ou qualquer outro lugar, não vejo o que fazer. Ou melhor, vejo, mas esse “o que fazer”, não depende só de mim, depende de várias outras coisas/pessoas, é como arrancar uma árvore bem velha e grnde pela raíz, é muuuito trabalhoso e não depende só de uma pessoa. Reclamar? Vou ficar sem voz. Pensar a respeito? Daqui a 3 meses eu me mato.

    Me pergunto: O que fazer?

    Abração.

  34. Priscilla disse:

    Tenho que concordar com vc…realmente não sabemos até que ponto os efeitos da total libertação de Cuba das mãos de Fidel, podem afetar o mundo….Teu texto tá ótimo e obrigada por comentar no meu blog. A propósito, ÉS JORNALISTA?

  35. Márcio disse:

    Amigo, sensacional o teu texto, traz uma reflexão profunda acerca da historia de Cuba. Cuba esta k parou no túnel do tempo e se fecharam perante o resto do mundo, poderiam aproveitar de suas lindas paisagens, as feias deixam pro Fidel, que diria o maguinifico Che hj hein…

  36. Francine disse:

    Além deste post, há alguns dias li outro sobre uma certa opinião de Cuba e Fidel.
    Uma das frases foi: “Como uma população pode sobreviver só a base de saúde, esporte, educação e cultura?”
    Eu fiquei perplexa quando li isto. Na hora fiquei com muita raiva, mas é a opinião do senhor que disse esta frase.
    Cuba sempre vai ser ruim “do ponto de vista econômico”, isso é óbvio!Ela não é uma país capitalista!Agora, quero ver se há paí que dá toda esta infra-estrutra como Cuba.
    Isso me deixa possessa. Até quando vão tratar Cuba como um lixo, como um E.T por não ter altos índices de PIB?
    Ela não é capitalista, repito. Socialismo não prega a exploração capitalista.
    Mas, óbvio, Fidel é um ditador. E ditadura nunca vai ser boa.

  37. Asdrubal disse:

    Pois é…, perdoem meu espartano portugues, mas Cuba, lembra-me toda uma composição de um sonho colectivo, Utopico, que felizmente ou nao, nao funcionou…
    Viva o bom charuto, suas praias, e os Orishas tambien… viva Cuba….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: