oriente médio, porque não eua?

Tenho visto com bastante freqüência e até mesmo entre os comentários aqui nos meus artigos, opiniões bastante contrárias � política intervencionista dos EUA e resolvi falar um pouco sobre isso.

Com o Hizbollah em pauta, muitos deixaram de olhar para o Iraque, e por lá quem diria, as coisas estão cada vez mais pretas, sim é verdade.

Não faz muito tempo todos se lembram, o Bush invadiu o Iraque e mandou o Saddam, histórico ditador sanguinolento para trás das grades. Mandou mesmo. Sacrificou (e continua sacrificando) a vida de muitos americanos pra desbancar o facínora. Que coisa mais feia Mr. Bush, se meter na briga dos outros a troco de que, afinal? Blá blá blá…. O Tio Sam ainda não aprendeu que em briga de marido e mulher não se mete a colher.

O Saddam (sunita) por sua vez, exterminava vilas inteiras, matava quem suspirasse conspirar contra seu poder mantido a base da tortura e do medo. Seus filhos seguiram seus passos desde cândidos garotinhos.

Sim, eu concordo com vocês, o Bush errou feio ao tirar o ditador do poder e dar ao povo iraquiano a primeira oportunidade em décadas (senão séculos) de se organizar e estabelecer a sua democracia. Errou mesmo, errou sim (vocês tão vendo como eu também estou com a maioria?).

Mas e agora?

Agora os maiores especialistas (Bléeh!) em conflitos, o serviço de informação americano, os generais, um ex-ministro do Iraque (uia!), e o mundo inteiro dizem a mesma coisa:

O Iraque está � beira de uma guerra civil que será levada a cabo pelo conflito sectário entre sunitas e xiitas (os xiitas são mais conhecidos por aqui, até como sinônimo de radicalismo).

Olha gente, eu não estou preocupado com quem é moçinho e quem é o bandido no Iraque, se é que existe isso por lá. Não estou preocupado em defender Tio Sam nem inglês nenhum, muito menos generais e especialistas (Bléeh!). Não estou preocupado com eles, que estão muito longe de mim (por enquanto). Não sou xenofóbico, gosto de estrangeiros, gosto de outros países, gosto de diversidade cultural e de biodiversidade. O oriente médio é um lugar cheio de beleza e fantásticas histórias.

Mas niqui onde raios esse Mala quer chegar então?

Em lugar nenhum, já cheguei onde eu queria num artigo anterior, só fiquei com vontade de reforçar a minha opinião.

O que o Saddam fazia, era evitar que a galera do Iraque se matasse por demais, senão ele logo ficaria sem ter quem matar, por assim dizer, já que cumpria bem o papel de exterminador. Mas agora, sem um ditador sanguinário pra botar ordem no tiroteio, organizar as filas pros fuzilamentos, tálicoisas coisetális, eles se matam mais rápido. E não adianta ninguém (EUA, ONU, OTAN, ONGs e afins) tentar ajudar essa galera, é só deixá-los em paz que eles se matam sozinhos.

Mas por quê é assim? Por intolerância religiosa, intolerância étnica, e principalmente por intolerância sectaria. Mas isso não pode mudar? Pode sim, já está mudando pra pior.

Podem falar mal do intervencionismo americano, mas se ninguém olhar praqueles lados, eles constroem bombas atômicas e jogam uns nos outros, e então , eu, você e todos mais entramos de gaiato no caos.

Eu que sou insensível? Eu que não tenho empatia pelo sofrimento alheio? Eu não… sou só mais um brasileiropocotó, com medo. Mas também indignado com a burrice do Bush em ter tirado seus soldados de casa pra levar democracia a terras dos verdadeiros guerreiros.

Vocês podem terminar a leitura por aqui, ou continuar e refrescar um pouco a cachola (cachola? Nossa como eu sou velho):

Alguém lembra dos Bálcãs? Ninguém fala mais deles não é? A Famigerenta mídia esqueceu deles, ora ora. Serei breve.

Só recentemente, sem falar entre os séculos XIV e XIX, foram 13 anos de ditadura, que deixaram em quatro guerras, um saldo de mais de 200 mil mortos, 2 milhões de refugiados, além de extermínios étnicos só comparáveis aos do antigo nazismo. Somente no massacre de Srebrenica em 1995, mais de 10 mil civis muçulmanos foram mortos por soldados sérvios.

Da retaliação dos nacionalistas sérvios contra o movimento separatista kosovar, que deixou centenas de milhares de mortos, na sua grande maioria de muçulmanos kosovares de origem albanesa, vocês lembram né? Não? Pôxa, mas foi em 98/99, tão recente. Então também não lembram de quem foi lá resolver mais essa parada do Kosovo e colocar o sanguinário sanguinolento (de nome Islobodan Milosevic) da vez atrás das grades? A OTAN. Quem liderava a intervenção da OTAN? O Tio Sam.

Technorati Tags: , , , , , , ,

Anúncios
Publicado em Sem categoria
31 comentários em “oriente médio, porque não eua?
  1. Intervencionismo claro! Os EUA estão envolvidos em qualquer foco de guerra que exista na face de Terra e se existir “guerras nas estrelas” eles estarão lá também! Ao menos na ficção já estão! Pra manter o poder do planeta, os americanos tem de se meter em tudo mesmo. Eles buscaram isso. Só esquecem que do mesmo jeito que há males que vem pra bem, “há bens que vem pra males”.

    Aê! Pode mandar o arquivozinho de 8 mb com as coisas que você quer ver postadas no Blog do Noel pro meu e-mail! Dicas são sempre bem vindas! Eu organizo tudo num bloco de notas. Fica mais leve, sabe? hehe! Abraço!

  2. Charimann disse:

    Isso não é mal de americano, é mal dos Bush mesmo, tanto pai quanto filho, ambos são podres e, insistem em se envolver em cnflitos que não dizem respeito a eles, apontando soluções americanas para cada problema que surge. É como diz aquela frase de Kennedy, que diz mais ou menos assim “Precisamos encarar o fato de que os Estados Unidos não são Oniscientes nem Onipotentes. De que somos apenas 2% da populção, de que não podemos impor nossa vontade contra os outros 98% e de que portanto, não há uma solução americana para cada problema no mundo” Acho que essa frase, reflete bem tais investidas norte-americanas.

    Um abraço e, boa quarta.

  3. Evilasio disse:

    O problema dos EUA foi o de que, já que eles entraram nas 1a. e 2a. Guerras Mundiais e resolveram o problema (e na 2a. então, como resolveram…) se acham agora os pacificadores mundiais e os predestinados por Deus a manter no mundo inteiro a ordem e paz compreendida por eles. O pior de tudo isso hoje é que não temos como enfrentá-los, antigamente, com a URSS, eles eram menos ‘entrões’, porque temiam que um país aliado bandeasse para o outro lado. Hoje, sem concorrentes, mandam e desmandam, e todos infelizmente acatam. A ONU, o que fez contra eles depois da invasão ao Iraque e Afeganistao?!?! E porque a sede da ONU é em NY?!?!

    E parece que, por mais que se insista, eles não vão aprender nunca a respeitar outros povos, e deixar de forçá-los uma realidade distinta. E suas intromissões no Oriente Médio, além de serem desastrosas, mostram mais do que nunca que são eles um país controlador e até perigoso.

    Ah, e quanto ao PCC, é verdade, garoto. Sei que tem por aqui, mas, s vezes, gostaria que meu estado estivesse bem longe do Brasil, pra não acontecer esse tipo de coisa. E s vezes essa realidade a gente vê tto na TV que acha q por aqui n vai acontecer nunca… 😛

    Abraços!

  4. Letícia disse:

    Sabe que descobri porque leio seu blog? É porque você tem as idéias parecidas com a do meu irmão. Ele adora geo-política e argumento do mesmo jeito que você. Só que agora ele trabalha o dia inteiro e não temos muito tempo para conversar…Me deu até saudades dele…

  5. Carol disse:

    Infelizmente os americanos têm essa coisa de serem os vigilantes do mundo. Até porque é mais fácil a gente se meter nas brigas dos outros do que resolver nossos próprios problemas. E (felizmente ou não) os EUA não são mais a terra do sonho dourado que era nos anos 50. Então, se torna ainda mais conveniente se meter no país alheio, sem um outro país forte para contra-balançar, do que enxergar os próprios desempregados, a própria criminalidade, essas coisas.

  6. Renan disse:

    Otimo texto Junior, estava olhando os blogs do jogando conversa fora e encontrei esse blog. Otimo, vou adiciona-lo ao meus links de blog ok?
    Até mais..

  7. Palpiteira disse:

    Ah, JR, perdoe-me, mas nem li. Cansei de guerra, de violência, de problemas sociais, cansei mesmo. Preciso me afastar dessa crise, pelo menos por um período.
    Beijos.

  8. Maitê disse:

    é que eu fui como turista para São Paulo e eu não conhecia praticamente nada. Então o meu relato é simplesmente uma visão de alguém que acabou de conhecer…

    Era isso…

  9. Lula disse:

    Hahaha…coisa séria com uma pitada Juniana de humor, fica fácil de ler e compreender. E não se atreva a dizer q há interesses econômicos por trás desse intervencionismo americano q eu sou obrigado a………concordar com vc.
    Abraços JR. Continue fritando q a gente vai comendo (opa, desculpe).

  10. Wilson Doll disse:

    Política não é muito meu forte, internacional então… mas, de qualquer modo, sinto temor quando um “todo poderoso” se torna a palmatória do mundo. Uma hora pode ser a nossa mão a da vez.

  11. Ricarda disse:

    bom, não sei nem por onde começar… Mas então vamos lá… Tá, Bush fica querendo impedir que os “países terroristas” não construam por lá suas bombas atômicas, mas quem garante a toda nação mundial de que nos EUS eles próprios não estejam construindo as suas??? Sabe, quem é Bush pra ir lá no Iraque e querer prender sadam?? Aquele povo viveu em guerra desde sempre e vai continuar assim, com ou sem Bush querendo dar as ordens por lá…. Sempre haverão extremistas que são a favor da política que era desenvolvida por sadam… Bom, e quanto aos inocentes??? Isso me faz lembrar um documentário que vi, do Michael Moore, mostrando que os filhos de políticos, filhos de poderosos, não vao morrer inoncentemente lá na guerra, quem vai são os jovens que nada tem a sonhar,, além de defender o país…
    enfim….
    fico por aqui..
    beijos

  12. DO disse:

    Junior,adorei a sua abordagem. Em muito concordo com vc.
    Aliás,é muito bom saber que tem muita gente que consegue pensar além do que nos querem fazer crer.
    Parabens!!
    Se vc permitir,quero te linkar por la.
    Poso??

    Grande abraço!!

  13. Bender disse:

    Junior, os balcãs estão pacificados. Agora é point de turismo dos europeus.

  14. Matilda disse:

    Esses conflitos sectários em todo o canto sem razão além do ódio ao diferente ou briga pelo poder puro ou tantas outras coisas…
    Intervencionismo pode não ser bom, só que algumas vezes é a única solução, ou não…
    Só tenho compaixão pelos civis que sempre acabam morrendo, por qualquer lado, morrem, perdem casas, vagam, enfim…
    E se vai intervir, tem briga, se não vai intervir tem briga também, afinal, o que querem esses líderes? Os que intervém e os que sofreram interveio, o que querem realmente?
    Paz não parece ser…

  15. Carolina disse:

    Além de tudo isso que você citou, o maior problema é que os EUA não aprenderam ainda que o fim não justifica os meios. Eles vão lá e interferem em um assunto que não diz respeito eles. Enquanto os EUA não se metiam, estava “tudo bem”. É a mania deles de serem os pacificadores de tudo. TUDO.

  16. Ficticia disse:

    Este assunto não é simples de discutir, porque não dá pra ter uma opinião do tipo É ou NÃO É…Talvez esta intervenção tenha sido certa no sentido de ver o que realmente há agora… será que aquele povo realmente merecia o Sadam ?? Tirou-se Sadam… fica o campo limpo pra avaliar o que sobrou.. e se essa sobra tem rumo !!!!!!!!!

  17. Flávio disse:

    Júnior, há muito eu acho que o Bush incorpora não o Tio Sam, mas o Capitão América; ou, ao menos, o pior dele: a tese da supremacia norte-americana, muito semelhante supremacia ariana, defendida pelo Hitler. Acho, tb, que há profundas diferenças entre as mentalidade ocidental e oriental… portanto, deixemos que cada um se vire com a sua! 🙂 Abração.

  18. marina disse:

    pior q é sim a consciencia hehehe

    bjs

    te +

  19. Luma disse:

    A realidade não é Hollywood e não podemos separar a sociedade mundical ente bons e maus, os bandidos e os mocinhos.
    Não quero defender o Bush, mas cada presidente deve defender o interesse do seu país. Sabemos que a sociedade mundial se tornou consumista e os países capitalistas dependem do dinheiro externo que entra no mercado.
    Quem sustenta o EUA? Não são somente os cubanos da Flórida! (rs*)
    São principalmente os judeus. A grande população americano é formada de Judeus. Onde estão as raízes judaícas?
    Daí você vai me dizer, mas os EUA intervém em todo o canto do planeta. Os EUA é um país invadido por várias culturas, o maior deles.

    Clinton com o seu carisma e diplomacia, não deixava as coisas tão evidentes.
    Uma constatação: As guerras são necessárias, infelizmente!
    Beijus

  20. mario disse:

    Estados Unidos é a potencia, manda em tudo!!Até na ONU, é uma realidade!!!
    Não adianta falar que naum pq é, o Bush faz tudo oque quer e mais um pouco!!
    Continue me visitando

    T

  21. Cada dia que passa e a coisa piora: o caldeirão do Médio Oriente está para explodir há muito tempo. Com a colher de pau do Ocidente, então… tudo a ver com o petróleo, penso. Dominar, dominar, dominar, eis o objetivo de todo ser vivo. E a gente levando tinta.

  22. Douglas disse:

    Fico curiso: O “fim” disso (isso vai ter fim?) vai implicar em quê?

    Abraço!!!

  23. Priscila disse:

    Cara a verdade é que sinceramente lá não tem ordem alguma e sem um líder essas coisas pioram muito… aqui nós temos nossas ordens de outras formas… PCC, CV, TC… enfim são tantas q nem sei… sinceramente, não querendo ser grossa quero saber do Brasil, da nossa guerra aqui dentro de como podemos resolver, eles lá semrpe tiveram esse mesmo problema e nunca se resolveram…

  24. Jana disse:

    Eu vou pensar sobre isso e volto… Não sei se concordo…

    Olha nao atualizei o bagulho lá, pq n tive tempo ainda de olhar!

    Beijos

  25. Hackel disse:

    não sei nem por onde começar a comentar.

    sei lá, eu tenho ouvido tanta baboseira sobre essa questão toda, aliás, há algum tempo, desde o atentado s torres gêmeas, revide no afeganistão e bla bla bla.

    se a gente for sentar pra analisar, verá que a questão é muito mais profunda do que parece ser! é fácil dizer “sunita e xiita, dêem as mãos e acabem com a briga”. mas na prática, não é! não é fácil MESMO! enquanto isso, a gente fica daqui, assistindo tudo, reproduzindo conceitos equivocados aprendidos na escola, como “radicais”, “terroristas” e lá vai fumaça.

    abraço!

  26. Luma disse:

    Bom fim de semana! Beijus

  27. Lara disse:

    Oi Amigo! Estou estudando bastante sim, mas além disso, meu pc morreu (partilhar um pc com um irmão adolecente viciado em joguinhos e emules naum é fácil heheheh)…tava com saudades daqui!
    Ok, sobre a intervenção…há formas e formas de fazer isso, e no caso dos EUA, a única forma é o dinheiro, onde há possibilidade de controlar petróleo ou simplesmente de usar os brinquedinhos que eles fabricam lá estão! Logo mais quererão intervir no nosso Brasil, logo mais estaremos também sob a suspeita de prodizir algo nocivo para o mundo…Assim que o problema da água realmente começar a valorizar esse bem natuaral, mais até que o petróleo. Como somos um povo pacífico, é claro que será mais fácil para eles…
    De qualquer forma… também não sei se é melhor deixar como estava… 🙂
    Bom fim de semana!Bj

  28. Sarah disse:

    Gosto muito do seu blog. Venho sempre aqui,mas comento mais como a aminha outra parte, menos poética (sou só uma inevnsão dela rsrsrs)… 😉

  29. Junior eu nunca vou ficar contra os Estados Unidos. Sou eu que sou louca por eles, pela vida deles. Assim com tem gente que gosta de lula eu gosto dos States. Mas, meu gostar, não acrescenta nada a política externa americana. Eu penso que se eu fosse iraquiana gostaria que alguem tentasse se meter na “minha casa”. Alguem tinha que fazer alguma coisa. Se tem interesses outros e daí? Tudo na vida tem interesse. Até no amorr.
    Liliane de Paula

  30. Lorrhayne disse:

    Na verdade,me orgulho de ser brasileiira e muito mais de ser Linharense. O Brasil esta de nota 10,bom,descontando os confrontos com policias no Rio De janeiro,mais ta bom Deus Provera.

  31. Iara disse:

    Naum estou aki para responder ou comentar a rspeito do artigo. Ficou muito bom, meus parabéns… Mas queria uma ajuda.
    Tenho um atrabalhod e faculdade justamente com essa questão…
    Pq os EUA se consideram aptos, moralmente, para intervir em outros países e estabelecer “democracia”?/
    Se alguém puder ajudar com mais respostas ficarei agradecida.
    de qualquer forma, tudo q já foi citado foi de bom tamanho….
    Grata..

    Iara
    iara_vzt@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: