de férias com pocotós

Muito bem, vocês acham que eu sou ranzinza, mas também acham que eu sou meio piadista. Adjetivos, sempre eles, mudando os substantivos. Vamos fazer piadas, mesmo eu não estando aqui pra fazer piadinhas. Assim sendo será um texto curto, bem a moda dos meus textos curtos, daqueles textos curtos que demoram pra pegar no tranco, porque assim como adoro falar muito, não gosto de escrever pouco. Parágrafo confuso? Foi só para aquecê-los.

Há muito tempo escrevi sobre xenofobia, a nossa (nossa não cara pálida) xenofobia brasileirística pocotózence, sendo moldada através dos anos para ficar igualzinha a xenofobia do oriente médio, mas não só deles. Através dela ficaremos como os franceses, que se não fossem pelos americanos hoje falariam alemão, e o alvo principal de nossa ira será os eua. Sim aquele país de terríveis monstros verdes comedores de pedra que moram no fundo da terra (alguém sabe o nome desse mostro?).

Porque eu sei que nem todos os queridos leitores e amigos dessa Frigideira se rasgam de inveja dos cidadãos acima do Rio Grande eu não vou falar sobre isso nesse texto, só vou fazer piada, daquelas piadas minhas, bem do meu jeito de fazer piada, gostem vocês ou não.

O Evilasio já comentou em primeiríssima mão, o G1 já mostrou e eu resolvi fazer piada sobre a estréia do próximo dia 1º de dezembro lá na terra dos monstros, um filme chamado Turistas (vejam o trailer), cujo enredo se desenvolve no brasil. Leiam um trecho da descrição:

Em “Turistas”, um grupo de jovens mochileiros americanos que viaja por praias brasileiras é vítima de um golpe, em que são embebedados, roubados e abandonados no meio da floresta. Para piorar, os mocinhos e mocinhas são seqüestrados por um cruel grupo de criminosos brasileiros que rouba órgãos humanos para vendê-los no mercado negro. A imprensa americana tem descrito o longa como “O albergue” (de Eli Roth) na América Latina.

Vejam só a ousadia, eles até produziram um falso site de turismo onde colocam o brasil mais pra baixo que minhoca de cemitério.

Mas Jotaerre seu chato, onde está a piada que você prometeu?

A piada é que eu mal posso esperar para ver os xenófobos dizendo:

É isso aí, estes estadunidenses tem mesmo é que se F@&$%êr, tem que arrancar os rins deles e dar pro cachorro come, tem de arrancar os figo e furar os zóio! Tem que acabar com essa gente mesmo, esses estadunidenses feios, maus, metidinhos a donos do mundo, ninguém é dono daqui não. Aqui não amigão, aqui a gente somos brasileirospocotó!

Ai ai, só de pensar eu rio muito. Mas não to rindo do filme, que deve ser uma porcaria, nem do gênero eu gosto. Apesar de ser indiscutível que o americano sabe fazer cinema, gosto pouco das suas produções e do que eu gosto, a maioria são dramas. De fato, na minha opinião 98% do que eles produzem no cinema é, em se falando de arte, lixo puro. Outra ironia é que o brasileiropocotó A-DO-RA o lixão dos gringos, consome feito louco e pirateia mais ainda, vendem cópias xexelentas nas esquinas, baixam os filmes da internet, ladrões que roubam direitos autorais sem vergonha e sem moral, com as desculpas mais esfarrapadas que eu já vi, e depois descem a Frigideirada neles. Eu gosto muito de cinema europeu, mas não só dele.

Posso fazer uma lista de motivos pra eles terem feito um filme assim no brasil sem se preocupar muito com as reações pocotozences, mas vou parar por aqui, esse texto era só pra fazer piada mesmo, senão vocês vão brigar comigo e eu não to pra isso não. Só vale lembrar, assim como já citou o Evilasio, os homens maus também fazem filmes sobre as mazelas que afligem a sociedades deles, de uma forma bem critica. E please, sejam mais criativos, dizer que os americanos sempre se fazem de vítimas e o resto do mundo é o inimigo já tá muito batido.

01/12: O G1 viu a estréia.
08/01: Eu nem tava contando pra colocar todos aqui, acho que em pouco tempo não teria espaço numa página, mas vamos com alguns, tem mais um aqui.

Anúncios
Marcado com:
Publicado em brasil
45 comentários em “de férias com pocotós
  1. Muito bom! Eu também sou mais fã do cinema europeu. Dizem que os indianos também produzem bons filmes, mas confesso que nunca assisti. Sem esquecer claro, dos filmes latinos. Recomendo para você “Lugares Comuns”. É argentino e espanhol. Nota 10! Procura em cult nas locadoras.

    ######

    Sabia que você ia se amarrar na entrevista. Flávio Gomes é mesmo muito bom.

    Abraços!

  2. Valérie disse:

    Estava indo tudo tão bem até eu chegar na primeira citação… Meu riso sumiu, sobrou apenas um “soco no estômago” com uma ânsia de vômito.

    É aquela mesma sensação de quando sonhamos que matamos alguém e não sabemos o que fazer com o corpo! Afe…

    Brasileiro para hiena não tá faltando muito não…

    Adorei Júnior! É triste,mas é nossa verdade

    beijos

    ps- se não enteder muito o que eu disse manda um email que te explico melhor. A revolta é muito grande!

  3. Diana disse:

    Bom dia……

    Tipica brasileira potocózuda se apresentando….
    Gosto do cinema europeu…cinema arte né… mas tb sou da massa….
    Bom fds….
    Bjs….

  4. Carla disse:

    Lamentável que os de fora conheçam nosso país, às vezes, até pela primeira vez, desse modo, né? Mas…como vc, adoro o cinema europeu e tenho visto otimos filmes.E viva nois tudo, mano, porque é nois na fita, falô? Bjus e otimo findo procê, broder.rs.

  5. E a piada? Não encontrei!

  6. Alê disse:

    Salve o amigo piadista!
    Bom final de semana.
    Beijo Grande e Bem Humorado

  7. cilene disse:

    Junior eles criaram um blog tambem onde colocam todas as noticias de violencia contra turista no Brasil..um blog horrivel como o filme deve ser tambem..nao tenho nenhuma fobia conta os Estados Unidos..acho que ainda e um pais cheio de oportunidades, muito melhor do a civilizada Europa…nao gosto de cinema europeu..acho cheio de uma suposta intelectualidade que nem existe de verdade…mas conheco muito pouco do cinema europeu porque consumo mesmo e o americano…mas nao baixo nada via internet..acho que nem sei…

  8. cilene disse:

    Esqueci de dizer..o Brasil tem muitas qualidades, mas falta acaba com a violencia…mas acaba com a violencia significa dividir o bolo de maneira mais igual..e dificil de fazer isso quando se tem quase 200 milhoes de pessoas para receber uma fatia

  9. Dani F disse:

    Admiro esta tua capacidade de fazer até a mais miserável alma em rir..hahaha
    Junior…tens toda razão os pocotós são extremamente xenófobos.
    Eu sentí na pele isso dentro deste país de m* sorry é e não vou ficar idolatrando..(ando bem sem saco..pode ver ..)
    Fui morar na tão sonhada Floripa..e me ferrei
    Fui tratada feito cachorro( o mari do também..então fui cadela mesmo..hahaha)
    Eles odeiam gaúchos! Dizem na cara não se importam em ser rudes e ignorantes. Afinal quem sustenta aquela cambada é os turistas= gaúchos, na grande maioria. falam mal de todos~, não importa a região. São capazes de dizer que vamos lá para poluir suas praias.. Jurei de pé junto que não volto nem em férias… Fi quei um ano e meio..isso que eu pensava em envelhecer lá…
    Tá por hoje deu..tô meio deprê
    beijo e bom final de semana!

  10. Carol Linden disse:

    E o pior é que nem é inédito, né? Você lembra do episódio dos Simpsons passado no Brasil? Foi a mesma gritaria, a mesma reclamação… Trabalhar e fazer um país melhor ninguém quer, né? Dá-lhe Macunaíma….
    Bjs.

  11. Pedro disse:

    “Aki nóis fura os zoío dos gringo mermo po##@!

    Os gringo vem aki e filme esse filme zuado achando que nós é troxa! Aki não negão!”

    O “Brazil” num é só praia bunda, carnaval e futebol.Nós temos muito mais, temos corrupção, políticos sujos, justiça lenta, presídios lotados de pais que não pagaram as pensões de seus filhos, e temos o presidente que merecemos.

    Mas pra nos salvar de tudo isso, temos a FRIGIDEIRA!

    Abraço JR. Bom FDS!

  12. anny disse:

    Ave Maria risos hoje você se superou hahahha me vi ali bem no meio baixando os filmes e fazendo as c**** kkkkk beijocas e ótimo fds
    ps: o cão Ozzy melhorou?

  13. Marcia Kawabe disse:

    Junior você é um ranzinza mesmo, mas um ranzinza legal 🙂 Já pode até substituir a Palpi, hahaha!

    Mas que esse filme é de um tremendo mal gosto isso é mesmo! Vou lá ver o trailher.

    E adorei a característica das mulheres da sua família, hahaha. Juro que queria fazer parte dela 🙂

  14. Tina disse:

    Cada uma que me aparece… Para certo tipo de arte eu assumidamente sou: “Não vi e não gostei”. Não preciso ir ao cinema para ver isto, basta ler jornal. Vou ao cinema para me divertir, curtir coisa boa, leve, romance, paixão, histórias reais.

    beijos querido, ótimo post !

  15. DO disse:

    Jamais brigaria com vc,JUNIOR. Ainda que não suporte o tédio do cinema europeu e prefira o americano,isto não me dá o direito de engolir qualquer tipo de lixo que eles produzam,hehehe
    Abraços!

  16. Chris disse:

    Droga, escrevo um comentário gigantesco clico em enviar comentário e o Sr deus que comanda o mundo virtual me diz que a página não pode ser exibida e engole tudo o que eu escrevi. Pô!! Será que ele não sabe que eu tenho que queimar a cachola pra comentar nesse blog??? rsrsrsrs Brincadeira, eu adoro fingir que sou burra….rsrsrs

    Enfim, resumão:

    Concordo que tem muito lixo americano, inclusive alguns americanos. Não gosto dessa pose de “coitadinhos de nós incomprrendidos que só queremos salvar o mundo”. Afff… deu já essa maneira arrogante!

    Discordo quando dizes que o cinema europeu é melhor. Sim, muitas coisas de valor que eu gosto muito, Almodóvar por exemplo, mestre! Mas os nascidos na Terra dos tais monstros são feras no ramo. Fora que arte é um conceito tão amplo…. enfim.

    Detestei a história do filme, óbvio, primeiro pq não gosto de ver meu país relacionado à essas coisas horrendas, já basta na realidade e agora na ficção? Segundo, porque odeio filmes desse estilo!

    Ufa! Bom final de semana!

    (Nem vou falar bom feriado pq li o post anterior… Eu os amo! Vai ver que é pq os coitadinhos dos empresários não me dão férias há anos! Outra perspectiva pra você pensar pq os brasileiros (pocotós) gostam tanto deles) 😉

  17. raquel disse:

    bem, como futura turismóloga (sim, esse nome é ridículo mas é o nome que se dá ao bacharel em turismo), certamente repudiu qualquer propaganda negativa que se faça desse país, seja ela um filme cheio de efeitos especiais no meio da floresta, com sonoplastia de dar medo (tá na moda, ainda mais com esse seriado boboca que é o lost), atores bonitinhos e legenda amarelinha embaixo.

    não quero defender ultra nacionalismos nem mesmo puxar coro pra uma campanha “ame o brasil” mas quero SIM repudiar essa postura americana em falar mal do que não conhecem, porque definitivamente não conhecem.

    sendo que um filme desses afasta turistas daqui SIM SENHOR visto que existem pessoas debilóides no mundo que vão ver esse filme achando que é verdade! e não adianta falar “ahhh mas no rio tem violência e isso por si só já afasta o visitante” porque se formos comparar os índices de criminalidade do rio com os de nova york… e nem por isso deixamos de visitar os amigos lá de cima!

    tá circulando pela internet um vídeo do “schwaznegger” novinho, rebolando com um bando de mulatas aqui no rio. chega a ser patético… mas, assim como na espanha, aqui no brasil rola uma campanha seríssima e interessante pra mudar a imagem do país no exterior! comparei com a espanha porque lá tourada é passado e aqui bunda no cartão postal também!

    beijo!

  18. Lara disse:

    Violência extrema no Brasil???De onde tiraram essa idéia!
    Pessoalmenrte eu gosto do estilo no sense de filmes tipo o Albergue rsrsrsrsr

    PS: Filme europeu só não é pirateado porque não tem mercado. Poucos loucos inteligentes (acho que vc se enquadra aí hehehehe) e uma penca de metidinhos a besta que seguem a moda dos pseudo inteluctais! 😛

    Bom fds imgo! 🙂

  19. Ligian disse:

    Oi Júnior!!
    Andei meio sumida, mas é que tô numa correria lascada, às beiras de uma mudança de apartamento (para um menor, diga-se de passagem!!) e fiquei meio sem tempo…
    Li seu post e tenho uma pergunta:

    Mas os americanos não são “muuuuito melhores”????

    Não??????

    Como é que ninguém nunca me falou uma coisa dessa????

    Tô pasma!!!!!

    Té mais!! Tô de volta!!

  20. aninha-pontes disse:

    Acertou, enquanto isso os brasileiros colonizados por natureza, babam ovo prá eles.
    Um dia quem sabe, quando a cultura atingir, uma massa maior, talvez isso mude.
    Um beijo menino

  21. Aldemir Silva disse:

    é Júnior somos mesmo consumidores do lixão Estadunidense. Quem sabe um dia cuspimos o lixo em cima deles?

    Gosto do cinema europeu. Mas infelizmente não tenho como encontrar facilmente por aqui… Os filmes latinos atuais também têm seu valor. Mas o lixão americano é o que há em cinema.

    Abraço.

  22. Nivaldo disse:

    Júnior, só uma curiosidade: será que esse filme vai estrear em algum “MULTIPLEX” (roubamos esse nome deles) brasileiro? lol

  23. Chico disse:

    Fala Jr..

    Rapaz, quase fiz um post sobre o filme, mas deixei pra lá.. Pensei no tipo de comentários e não quis me estressar..

    Eu já fui mais de cinema do que hoje. Tive minha fase de cinema de arte, com muita coisa europeia.. mas cansei..

    Hoje eu vejo o que dá na telha, e ao contrário de amigos próximos não fico procurando razão pra falar mal de filme ou de música.. (Não digo que vc faz isso , por favor)

    Não gostei do Turistas. Não é nem de longe um filme que eu veja no cinema.. Ninguém aqui comenta quando vê ou fica solidário aos países onde se passam tramas semelhantes.. e a lista é grande.. Portanto, eu não tô nem aí.. é só um filme !

    Abraço e bom final de semana…

  24. Lula disse:

    Hehehehe…acho q sei pq vc fez esse post, sei sim, pelo menos de onde veio a inspiração…hehehehehe(dinovo). Não to brabo cocê não JR, vc que não entendeu o espírito de meu post. Eu não meti o pau(ooops) nos ‘miricanus ou oropeus’, não, meti o pau nos que vivem dizendo, aqui no Brasil, que “là, além do horizonte, existe um lugar, tão lindo e tranquilo pra gente morar”, esquecendo-se que aqui é um lugar maravilhoso. O que nós não podemos mais é pensar apenas em nós mesmos, tendeu? Há gente boa e humilde que precisa de ajuda, seja ela qual for, mas precisa.
    Ficar só jogando a culpa no (des)governo é fácil, principalmente quando se vive dizendo q é obrigação dele (do (des)governo) fazer TUDO, e, ainda por cima, ficar chamando de incompetente.

    Abraços novoamigovéi (no tadinho do Ozzy tbm) e na Bianca too.

  25. Coeli disse:

    Boa! 😛

  26. Matilda disse:

    Também gosto muito de cinema europeu.
    Beijos, :).

  27. Jr, também não achei a piada… só o preconceito, mais uma vez, dos americanos aos latinos.

    No mais, nem dá pra perceber que eu gosto muito de cinema alternativo, né? =P

    beijos

  28. Claudio disse:

    Eu gosto de bons filmes, sejam eles americanos, europeus ou aqui do Patropi.

    E a piada? cadê? Num achei….

    abs

  29. Flavia Sereia disse:

    Acho que os americanos tem uma idéia bem deturpada do Brasil. Talvez do mesmo modo que temos de outros lugares, pq nenhum lugar é o inferno que parece e nem o céu que se apresenta.

    bjs

  30. Evilasio disse:

    Pior é ir nos EUA e poder morrer com um avião sendo jogado no prédio que você estiver visitando… 😛

  31. Beth disse:

    É amigo. O negócio tá cada dia mais feio!!!!!!
    Lindo mesmo só vc e a Bibi!
    E por falar em Bibi, já da outra vez cê viu meu recado aqui, me responde Sweeeeeeeeeeeeet!

  32. Luma disse:

    Vai ser um saco!! Mais um tema polêmico que não levará a nada!! Comentei no Evilásio, que só não gostei do site conter informações erradas pra quem procura informação certa. No mais, estamos levando o troco.
    Obrigada pelo carinho!! Beijus

  33. Douglas disse:

    É bem normal brasileiros reclamarem desse tipo de produção falando como o país é uma porcaria. Olha o lado bom…o Brasil vai à “Róliúdi”. Ou não.

    *medo*

    Abraço.

  34. Kaya Barros disse:

    Oieee! heheeheehe…. olha, tbm assisto os lixos americanos cinematográficos como os demais brasileirospocotós! Eitaaa pocotózencessss……. preciso assistir mais filmes europeus, pelo menos pra “disfarçar” um pouco! kkkk! Beijos****
    Espero que o feriado pocotó tenha sido pocotózamente bem aproveitado! hehehe*

  35. jan disse:

    Júnior!
    Estava eu, dentro do busão Vl. Olímpia – 6401, ontem, me dirigindo ao Via Funchal (para o show do Angra) quando vi sentado, e acompanhado de uma bela moça de cabelos que me pareceram ser vermelhos – muito bonita por sinal -, uma pessoa com uma semelhança assustadora com vc.
    Era um bar, perto do Corleonne.

    Teria alguma possibilidade dessa pessoa ser vc?

    ;***

  36. Bruna disse:

    Eu nem quero comentar muito não porque a “carapuça” serviu direitinho…

    Sabe, eu gosto de cinema… e gosto até de filme ruim, porque mesmo sendo ruim eu penso: é cinema… risos…

    Beijos! Boa semana! E um viva pra você que amanhã tem mais um feriado!!! 😉

  37. Ó Junior, não dá pra generalizar, né? cinema europeu, como o americano, tem coisa boa e coisa ruim, acho o Almodóvar um porre com todo aquele pieguismo que a espanholada adora….ui 🙂

    Americano é um caso à parte, só aprende na escola história americana, geografia americana, confunde Hong Kong com Xangai e Rio de Janeiro com La Paz, o centro do mundo é N.York e ele foi escolhido pelo astral pra tomar conta do mundo. Bléh…o sonho de muitos brasileiros é ir morar nos USA, trabalhar nos USA, namorar nos USA. Mas vai lá pra ver como vai ser tratado, não é mole não.

    Jotaerre, cadê a piada?

    Beijo grande

  38. Lili Bollero disse:

    oi, vou utilizar dos seus neuronios… risos
    é q recebi um email falando de um tal projeto d elei q foi aprovado e q vigora a partir de 2007 sobre o “roubo” – novamente – de nossas cadernetas de poupanca.
    Vc ja recebeu? Ta sabendo de alguma coisa?
    Quer q eu mande para vc para dar uma “olhada” mais critica?
    é q fiquei bem perdida sobre o assunto…e preciso de algum mais experiente para me explicar bj e obrigada 😀

  39. Roby disse:

    Amo cinema europeu…bato o pé e digo que é o melhor!!

    Abraço grande Junior..boa semana pra ti.

  40. Lino Resende disse:

    junior:
    Vejo a questão como a do dominado que quer se igualar ao dominador e, com isso, usa a crítica pocotó para justificar que não é inferior a ele.
    O filme, pelo que vc disse, deve ser mesmo uma bela porcaria. Aliás, como muitas das produções “deles”.

  41. Lara disse:

    PS:Boa semana p vc moço ranzinza e piadista! 😛

  42. Gosto de cinema fracês, daqueles beeeem arrastados, em preto e branco e se possível que durem umas quatro horas sem um único diálogo.
    Só suspiros, oui, non, parce que e barulhos lúgubres de passos… 😉
    Abç!

  43. Junior, sou louquinha pelo cinema americano. E nem quero que seja diferente. Para mim tá bom demais.
    como vai o Ozzi? A cadela Cristina que mandei histerectomizar, voltou hoje para o Hospital. Linda e feliz. Agora pode transar sem engravidar.
    Liliane de Paula

  44. Rafaela disse:

    Voltei, e mais uma vez vou bater o pé quando o assunto é colocar tudo num saco e chamar de “povo”, acho engraçado que quem faz isso se excluí do povo, rs. Quer dizer que todo mundo é povo menos ele, mas enfim, não vim aqui pra te críticar, voltei pq gosto dos seus textos, apesar de discordar de moooitas coisas… eu gosto de filmes bons e não do cinema americano ou do europeu, não acho mais “chique” dizer que gosto do europeu ou mais rídicula por curtir os americanos… não me importa quem fez, o que me importa é o “filme”… mais uma vez, aqui estou eu contra a generalização, rs. Mas confesso que não entendi se vc é um daqueles “anti-americanos” ou daqueles “não briguem com eles”, ou vc não se encaixa em nenhum desses grupos? ahaahah

  45. Evilasio disse:

    Grande Junior,

    A gente tem que entender que o filme é apenas um filme, acredito. Por mais que leve uma imagem um pouco negativa, não passa de ficção, e caberia ao governo brasileiro mostrar na prática que a realidade não seria assim. Como desmentir se aqui pessoas são sequestradas e mortas sem a menor consideração? Semana passada mesmo um grupo de turistas europeus foram rendidos por ladrões no Rio, e um deles chegou a apanhar com coronhadas na cabeça. E o caso do italiano que morava em Floripa e foi morto por conta do dinheiro que tinha???

    A gente tem que deixar de ser um pouco hipócrita. Os americanos fizeram este filme do mesmo jeito que fizeram inúmeros falando mal deles mesmos, com crimes, violências e assassinatos acontecendo dentro de suas próprias casas. ‘Jogos Mortais’, de um doido assassino que mata aleatoriamente por prazer, todo mundo achou o máximo. E o filme se passa nos EUA. Porque, quando se faz algo assim aqui, as pessoas entendem como um ato de ‘ preconceito’ por parte dos ‘americanos’, que se acham os melhores do mundo?

    Hum, sei não, acredito que a gente deveria deixar é de bobagem… Xá pra lá… 🙂

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: