dite moda! não deixe que ela te edite


P
orque será que o brasil, junto com alguns países do leste europeu, são considerados grandes celeiros de modelos?

Porque temos meninas lindas, claro. Somos uma terra abençoada, cheia de gente bonita, o brasileiro é lindo, era uma questão de tempo para naturalmente assumirmos esse posto no mundo da moda, certo?

Se você respondeu que sim, e quer continuar achando que sim, pode parar de ler o texto aqui mesmo.

Bom, como sabem eu leio baboseiras de jornal e me deparei com uma notícia sobre a finalissima do concurso da Ford Models. Como eu “adoro” moda, desfiles e esse glamour todo, li a tal reportagem baboseirenta. Me deparei com esse trecho:

O mercado quer modelos com biotipo europeu, no mínimo 172 centímetros de estatura e magra, bem magra. Mas uma menina que provenha de família com posses terá mais dificuldades para encarar a vida de modelo, com cachês que começam na casa das dezenas de reais.

Quem disse foi o Décio Ribeiro, presidente da Ford Models no brasil. Olha no que dá o povo não ter o que comer direito. E pelo salário que se paga às meninas iniciantes (Oops!), se entende porque elas continuam tendo pouco o que comer. Entenderam o motivo de sermos o celeiro?

Claro que a ditadura da moda prega estereótipos desumanos, no mesmo desfile a agencia orientou as modelos para “esquecerem” seu peso nas entrevistas. Sobre isso tem um monte de blogs falando melhor do que eu. E porque tem gente que se deixa dominar pela moda e tem gente que não? O que diferencia a primeira pessoa da segunda?

Tem um outro trecho muito bom onde ele conta algumas histórias do tipo:

Já teve mãe que chegou à agência oferecendo a filha para ser modelo e, diante do argumento de que a altura dela era insuficiente, disse que a menina poderia implantar prótese nas pernas. O mais comum é o caso das que prometem fazer a filha emagrecer até 15 quilos para que ela se encaixe no biotipo de modelo. É óbvio que recusamos essas ofertas.

Podem apostar que as mães que prometem a perda de peso são da classe média, mães tentando realizar um sonho próprio através da filha. Mais um indicio da complexidade do problema. De longe, a verdade é que a grande maioria dessas meninas vem de famílias humildes e quando se lê sobre as famílias temos, mãe diarista e pai distante. Essa eu nunca tinha ouvido. Outra, mãe industriaria e pai desempregado. São essas as meninas que vão ao exterior passar fome.

Claro que existem uma ou outra modelinho de classe média que chega ao estrelato, temos péssimos exemplos delas por aqui e pra piorar, o povo, arrastado pela mídia, as idolatra. Outro dia vi um cara chamando a tal Gisele de maravilhosa com um entusiasmo que não entendi. Eu a acho magrela e de uma beleza banal. E olha que eu entendo de mulher bonita. Além de feinha, ela é uma alienada, faz questão de viver alheia a várias causas que o mundo precisa que pessoas de destaque coloquem em evidencia.

Muito se falou da modelinho que morreu a alguns dias, não me comovi a ponto de me manifestar por aqui, não ligo pra ditadura da moda, não ligo pra ditadura de estilos e acho que o contrario é ter cabeça fraca. Mas saber que somos celeiro de modelos porque somos pobres é um tapa na cara, não na minha, na dos baba ovos da ditadura da moda.

02/11: Nem só modelos são vitimadas pela indústria da beleza, nesse final de semana uma manicure que nunca sonhou em ser modelo também teve um final infeliz.

05/11: Agora pensem em quantas mães tem psicologia suficiente para lidar apropriadamente com essas tendências infantis estimuladas por uma sociedade que supervaloriza a imagem.

Anúncios
Publicado em brasil
42 comentários em “dite moda! não deixe que ela te edite
  1. Flavia Sereia disse:

    Realmente Junior, ao se observar o historicos das super modelos brasileiras e tb das aspirantes, vamos ver que a maioria são de pessoas sem muitos recursos, e que acabam sendo o arrimo e esperança da familia, todos esperando que elas sejam uma Gisele da vida.
    tb participo dessa postagem coletiva, não tão inspirada quanto vc, mas fiz o meu protesto.

    bjs

  2. cilene disse:

    vou concordar com vc em genero,numero e grau..e tudo isso mesmo…por isso nao sigo moda e nem dito moda..afinal meu tamanho nao permite nada

  3. DO disse:

    Vc tocou num ponto que ninguém tocou,JUNIOR. Sinceramente eu não tinha pensado por ai. Mas é a realidade.
    Abração!!

  4. Dani F disse:

    Grande Junior..
    Sempre perspicaz e certeiro. Concordo totalmente. também não me comovo nem fico apavorada com estas ratíquicas meninas que andam morrendo. Cruel? Não. É uma questão de postura, educação e inteligência.
    Também estou fazendo coro ao manifesto.
    beijo e bye..
    Abaixo aos padrões, que as próprias pessoas querem e mantém… que horror!

  5. Carla disse:

    O que move a indústria da moda é exclusivamente o dinheiro e, assim, se deixa de levar em consideração a saúde, o bem estar, a felicidade dessas meninas que estão começando a viver, infelizmente, de modo errado. E existem mães, como todos sabemos, que estão por trás dessa ganância toda, não medindo consequencias pra conseguir. O resultado? Anorexia, bulimia e outras tantas doenças. E, depois, chorar pelo leite derramado é tarde demais. Bjus e otimo findi.

  6. tina disse:

    Como sempre, nagistralmente você “toca na ferida”! Muito bom seu enfoque. Celeiro de fome…

    beijos querido e bom fim de semana!

  7. Vc enfocou um lado interessante. Tem razão.A ainda as babacas acham que a brasileira é a mulher mais bonita do mundo e por isso está lá.Além de se sujeitarem a passar fome ” para ajudar a família”.

  8. Oi Junior.
    Estou participando da blogagem coletiva e adorei seu blog!
    Vou ficar freguesa. A propósito compartilho de suas opiniões.
    A Moda é a gente quem faz e como diria Clodovil”Para estar na moda, basta um vestidinho de chita bem passado, um cheiro de sabonete gostoso e um cabelo arrumadinho.
    Não precisa de organza, tules ou paetês. Moda é atitude!”
    Comentário feito no extinto TV Mulher , da rede Globo, em meados dos anos 80. Algumas frase podem não estar completamentes repetidas. Perdõe-me a memória, que começa a falhar!!!
    Apareça la em “casa”. Bjux
    Ma

    http://malbergarias.zip.net

  9. Diana disse:

    Bom dia…..

    Acho que a brasileira é bonita mesmo….mas pq
    tem bunda…peito….coxãoooo…..e normalment não
    somos muito altas..
    Eu não acho aquelas esqueleticas bonitas…
    E nunca segui moda nenhuma….sigo o que me faz sentir bem….
    Nem nada de marca tenho….a grana não dá pra isso….
    Rss..
    Bom fim de semana…
    Bjs….

  10. Como em qualquer outra indústria, existem várias realidades que vêm aparecendo aos poucos. A começar pelo fator “sonho”. Sonho, a meu ver, não é justificativa para o sofrimento que essas meninas passam. E se passam, por opção, deveriam se calar e não reclamar.

    O filme “O Diabo Veste Prada” deixa bem claro isso: umas poucas pessoas, editoras de revistas, estilistas e afins controlam esse sistema que movimenta bilhões por ano. E algumas ‘idiotas’ (não vejo outro termo) se matam por isso.

    Todo objetivo pede alguns sacrifícios, eu sei. Mas não isso que nós vemos.

  11. Claudio disse:

    Realmente você, assim como um bom proctologista, tocou “lá” no âmago da questão.

    Concordo contigo. E vamos fazer a campanha: “Homem não gosta de mulher magrela.”

    Bom findi

  12. Marcos disse:

    Enfim mais alguém que ver mais que simplesmente a mídia como a principal “culpada” por tal ditadura. Sem orientação familiar, a coisa desanda em qualquer coisa que se possa fazer, salvo raras excessões.

  13. Bender disse:

    Junior, esse é um dos teu melhores comentários.

    Concordo com a tua opinião da Gisele B., acho ela incrivelmente nada demais.

  14. Aldemir Silva disse:

    Sinceramente Junior, eu sinto dó dessas modelos. Levadas por uma mídia que dita e não instrui. Infelizmente o grande mal é de consciência. Quando escreves sobre o Brasil sempre digo que estou desiludido e posso afirmar que quanto ao resto mundo também estou.

    Sou pessimista, assumo. Essas meninas vão continuar morrendo até as próximas tendências da moda. Já foram as gordinhas, agora magrinhas…

    Gisele é pateticamente esquelética. Não vejo graça. As mulheres bonitas são as mulheres que pensam.

    A beleza não é um conceito completamente subjetivo.

  15. Dono do Bar disse:

    Na minha concepção, MODA é uma das tantas coisas INÚTEIS existentes nesse mundo. Tá, admito que MODA serve bem aos olhos, afinal as modelos costumam pagar “peitinho” nas passarelas e nas revistas. Bem que elas poderiam desfilar nuas! Será que alguém usa aquelas roupas malucas feitas por malucos? Quando vou comprar minhas roupas e a atendente da loja chega com o papo de “tendência” eu já fico cabreiro!

    Mas eu não ligo. Acho que temos que ser autênticos.

    Um abraço e até minha volta.
    Depois te conto qual é a última tendência em Brasília.
    Calma, não responda!

    DB.

  16. Luma disse:

    Também não me comovi com a história da modelo, porque quem deveria se comover não se comoveu antes dela morrer. Muitos detalhes estranhos nessa história.
    Sabe aquele lance que você diz do brasileirinho pocotó, poizé 1. Basta alguém trabalhar no exterior que alguém aqui, pra se auto promover ou pra ganhar dinheiro faz um estardalhaço danado. O que sei é que essa modelo, não era tão famosa assim lá fora e que o último contrato foi no Japão. Um contrato minguado, porque foi o único que conseguiu. Estava construindo uma casa pra mãe e tinha que cumprir com o prometido. Poizé 2: Ela roubava açúcar e papel higiênico do McDonalds no Japão. Não conseguia dinheiro para passagem de volta para o Brasil e pediu ajuda no consulado. Imagina a cara do povo quando a viu. Entrou no hospital com uma infecção renal gravíssima pelo alto índice de ácidez do organismo. O quadro não foi revertido pelos médicos. Agora lhe pergunto: Se a mãe não tivesse ido à mídia falar do caso, ninguém ia ficar sabendo. Desconfio até dos sentimentos da mãe. Até porque uma pessoa no estado de baixa imunidade não poderia ter sido internada em hospital, correndo o risco de uma infecção hospitalar. E ela logo, logo tá pedindo indenização para a agência que modelava a filha.
    Bom fim de semana! Beijus

  17. Phillipe disse:

    É verdade, o mundo do glamour não é tão brilhante assim. A alienação unida à falta de informação resulta nessas meninas que acham que o mundo da moda é o mundo da vida perfeita, e saem dele sem fama e carentes de saúde.
    Acho que a morte da modelo serviu ao menos para atingir as aspirantes à modelo, escravas das dietas e balanças. Quem sabe agora pensam duas vezes antes de moldar o corpo conforme a mídia dita que é o ideal!

  18. cris disse:

    Oi querida, gostei muito do texto, infelizmente todos tem sua parcela de culpa pra essa ditadura se manter ativa, inclusive as pessoas que se deixam levar pela onda, mas me surpreende ver mães fazendo suas filhas passar por situações ridiculas que beiram o sofrimento físico pra realizarem que na verdade é delas. Um beijão!

  19. cris disse:

    Correção:

    Não errei seu sexo não viu, é que digitei errado e não deu tempo de apagar antes de publicar, desculpe. Um beijo.

  20. NEGÃO disse:

    Quando será que esses pais vão aprender? Após o ocorrido com a modelo brasileira, será que ainda vão continuar acreditando em sorte grande sem trabalho? É o que eu sempre digo: a vida não é novela de Gilberto Braga!

  21. Caramba, acho que você tocou no X da questão agora… Engraçado como tudo se encaixa na velha questão de emprego e educação para o povo.
    Bjs Júnior, bom fds. =)

  22. Beth disse:

    Bom, como eu não me enquadro no padrão, Modelo so se for de mãe!!!!! Ahuahauhauahuah! Se achando ó!
    Bom find querido, e beijo na Bibi!!!!!
    Ah, comentei no post de baixo!

  23. Oi Junior,

    esse mundinho fashion tá distorcido! muito bem sacado teu texto, não é só a midia a culpada não, o kit tem família, problemas sociais, falta de escola e por aí vai.

    Beijo grande

  24. deia disse:

    como sempre excelente post.
    eu só me encaixo no moda da ultragás, então, heheheheh
    lindo final de semana
    muitos beijos e saudades

  25. Roby disse:

    Junior..acho que cada um na sua…
    Tem gente que gosta E PODE $$$$$$$$$$ seguir moda..outros não e assim por diante…
    Agora, se expor à morte devido moda, é outra coisa…isso já é doença mental!
    *
    A beleza brasileira é bonita e tals..mas não é AQUELEEEEE ESTRONDO NÃO..são demasiadas baixinhas..e estas meninas TEM QUE METER EM SUA CARAMINHOLA QUE BAIXINHAS NÃO PODEM SER MODELOS POW…
    *
    Bom..moda é moda, e sempre vai existir…
    Gosto de moda e gosto de quem inventa sua própria moda..

    Bjusssss

    *

  26. Marina disse:

    A ditadura da beleza é algo que aterroriza quase todas as mulheres que existem (e os homens tb,claro). Sei disso pq nunca fui de ser vaidosa, era até gordinha e me preocupei primeiro em desenvolver meu intelecto. Feito isso, passei a cuidar de mim e emagreci o que eu queria, ainda quero perder mais e se não tivesse muito pé no chão acho que já teria enlouquecido ;D.

    Ainda prefiro lidar com estudos e a parte intelectual do que tentar me deixar satisfeita pela parte física. Mas é isso, cada um tem que saber o seu limite e não se forçar demais.

    obs: ñ mudei a frase do blog não ;D

  27. Chico disse:

    Fala Jr,

    Acho as modelos um bando de pocotós..

    O povo se ilude com esse papo de Brasil ser celeiro.. Será que o Ipod é feito na China pq os chineses sabem fazer Ipod como ninguém ?.. Acho que não…

    A Giselle é meio cabecinha de vento (pelo menos é a imagem que tenho), mas ó.. eu daria todas as chances para ela me provar o contrário.. ;^)

    Abraço,

  28. Valérie disse:

    Junior, sou mais a ditatura da filosofia do boteco!

    heheh

    Beijocas e muito obrigada por participar!

  29. raquel disse:

    juneca, que post ótimo!

    cara, é por isso que eu digo: tô com barriguinha, bracinho “gordo” mas não estou nem ae, eu gosto de comer, aliás ADORO comer e não fecho a boca não!

    a gente tem que se aceitar… e de verdade, não aquela coisa hipócrita de dizer que se aceita e quando se olha no espelho começa a chorar… as pessoas não são magricelas! a indústria da moda tem que parar de comercializar essa imagem! ser magro não é o padrão, talvez seja na somália onde as pessoas morrem de fome! isso é muito triste e sério!

    um beijo!

  30. Lino Resende disse:

    Junior:
    É triste vermos que a fome que muitos passam no Brasil acaba nos transformando em celeiros de famélicas e anoréxicas,
    Será que a falta de comida vicia? Se não o faz, pelo menos deixa meninas serem iludidas com uma perspectiva de sucesso e o risco de morte.

  31. Phillipe disse:

    Olha, eu nem presto muita atenção nessa parte dos layouts e, dos tantoes que eu vi, tenho certeza q um monte tem mas passou batido…

    Mas conhece o K2? (http://getk2.com/) Ele tem.
    É o que eu uso, com um subtema q modifica o visual 😉

  32. Lara disse:

    Eu, que não dispenso um boa pizza com chops(rsrsrs), não me enquadro mesmo nessa loucura toda de moda nem poderia me sentir tentada…. hehehehe 😛
    Bom post(como sempre né?:P)
    Bom domingo!!!Bjus

  33. Evilasio disse:

    Será que pega essa onda? 😀

  34. Douglas disse:

    Isso me faz lembrar de umas palavras que eu tenho salvo aqui no meu arquivo, peguei faz tempo, não me lembro quem escreveu, mas foi retirado de um livro, e, embora fale mais diretamente sobre a fama, acho que abrange o tema atual também, e diz mais ou menos o seguinte:

    “Nós prestamos muita atenção nas pessoas bonitas e “saudáveis”, pessoas que estarão em capas da revista PEOPLE. Se eles são “AS PESSOAS”, quem somos nós? Porque o mundo é tão preocupado com a fama? Nos preocupamos demais sobre o jeito em que nos vestimos, e desse jeito passamos a vida querendo ser outra pessoa.”

    Isso é realmente triste, mas enfim…

    Abraço e bom domingo.

  35. Ricardo Rayol disse:

    Só discordo num ponto. Mães que oferecem as filhas assim não querem se realizar por meio delas. Querem mesmo é meter a mão na grana cambada de sanguessuga. Capaz que eu ia fazer minha filha se meter em trabalho com 12/13 anos… Não seria exploração?

  36. Marfil disse:

    OFF POST: Prezado Junior: O “Frigideira” foi indicado ao Prêmio Spoiler 2007 de Melhor Editor/Redator! Parabéns!

  37. Lula disse:

    Marfil comentou em Dezembro 3, 2006 às 10:35 am
    OFF POST: Prezado Junior: O “Frigideira” foi indicado ao Prêmio Spoiler 2007 de Melhor Editor/Redator! Parabéns!

    Caraaaacalho!!! eu fiquei orgulhoso aqui. Vc viu q o ‘Madeo do ‘Sounds of Silence’ & Wife tbm foram indicados? To feliz por vc, vc merece.

    (Vê se compra um osso à mais pro Ozzy, o cérebro criativo. Hehehehehehe).

    Abraços e parabéns novoamigovéi.

  38. Moda? Mais parece escravidão. E as modelos parecem estar em campos de concentração. Sem sustança, magrelas, feinhas, caqueticas, como a tal gisele.
    Sobre sermos celeiro estava na cara que era pela “necessidade” que passam as modelos brasileiras. E que se vendem por qualquer trocado para sair da miséria ou para satisfazer sonhos de suas maes fúteis e imbecis.
    Abração, grande Junior.
    Tudo de bom.
    😉

  39. Junior, eu nunca saio de moda.
    A moda é que sai de mim. 😉
    Abç!

  40. Nivaldo disse:

    Rapaz, este mundinho da moda é realmente sureal. Tenho um grande amigo que é estilista e tá começando a despontar no mercado aí por São Paulo. Já participou, com suas criações, de alguns eventos organizados pelo povinho fashion daí e tem recebido uma excelente aceitação daqueles que entendem do, digamos, “babado”. Mas o que ele sempre me conta é que por trás dos desfiles, lá onde as meninas se arrumam para entrar na passarela, a cena não é nada glamurosa. Meninas tristes, mal alimentadas e, geralmente, com mães que são as primeiras a pegar no pé delas para que fechem a boca ou que passem à base daquela clássica dieta “tomate com maçã”, a mesma que matou a modelo recentemente. E tudo isso para ganhar uma ninharia. É que todas sonham um dia ser uma Gisele, uma Ana Hickman, uma Linda Evangelista… enfim, uma top model. Mas muitas estão mesmo é morrendo antes de ver esse “sonho” (???) realizado. Triste isso n~eo?

  41. Você abordou com muita propriedade uma questão que as revistas semanais trataram com sensacionalismo. Parabéns!

  42. Clei disse:

    Acho q o grande problema é a distorção do q é moda.
    Vejo o guarda- roupas como uma forma de expressão, tanto de uma cultura como de identidade individual. Agora esse lance de tendências e padrões engessados me irritam bastante, principalmente qd acontecem extremos físicos.
    Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: