crescimento do pib (povo inteiramente bobão)


preciso orientar pra clicar na imagem?

Eu vou fazer um curso de desenho.

Gosto de escrever e na maior parte do tempo faço de forma contundente. Vocês sabem que não pretendo que gostem de mim, me achem legal ou que concordem comigo. Fico contente se lerem e pensarem, se pensar e me achar um idiota tudo bem, ao menos pensou. O lado ruim é que nunca vão me convidar pra churrascos.

A bola da vez é a educação, sempre me dizem que educação é a chave da mudança e eu sempre concordei, mas estou começando a mudar de opinião, to começando a pensar que se dependermos da educação para mudarmos os rumos dessa pocilga chamada brasil, estamos mesmo numa tremenda roubada, sem ironias.

Normalmente quando se fala em educação pensamos nas escolas e não chegamos a falar sobre a educação dentro de casa, educação de verdade que se adquire com a transferência de valores passados pela família. Sabemos que a instituição família nos dias de hoje vai de mal a pior. Os pais – cada vez mais distantes dos filhos – empurram “essa” educação para as entidades de ensino. De certo que falar de educação é falar de escolas. Nossa, eu que tinha medo da Regina Duarte, agora tenho medo das escolas.

As escolas particulares são belos e caros centros recreativos. Por serem para poucos, vou poupá-las dos meus comentários. Vou exercitar meu raciocínio dialético falando sobre a escola pública, responsável pelo ensino fundamental das classes “representantes” do país.

As escolas públicas, salvo raras exceções, são de dar medo. Nem preciso falar dos problemas estruturais, da insalubridade, da feiúra, da falta de recursos, da precariedade e da falta de segurança, as mães mandam seus filhos a escola e ficam em casa rezando para eles voltarem vivos. Melhor mesmo vacinar as crianças contra tétano, temos escolas de lata.

Falemos do que então, da qualidade do ensino? Como se não bastassem os problemas estruturais, o estado cria novos mecanismos para evitar que um dia o brasil tenha uma população pensante.

Em Santa Catarina, as escolas estaduais vão “passar de ano” automaticamente todos os alunos da 1ª para a 2ª série, mesmo aqueles que não tiveram o rendimento apropriado. Os professores não gostaram, mas fala sério, quem tá preocupado com professores? Nem mesmo os alunos precisam prestar atenção aos professores. Isso é um perigoso precedente. Vocês conhecem a metástase?

Ei pessoal, parem aquele estado, as pessoas estão pensando demais naquele lugar!

Porque o estado não quer pessoas educadas, não quer cidadão pensante. Então o estado oferece uma educação que é uma farsa, que não educa, não ensina cidadania, não ensina nem ao menos compreender o que se lê.

É por essa e outras, que tem alguma uma vózinha lá no fundo me dizendo: Jotaerre, não é a educação que vai salvar vocês agora.

E do jeito que as coisas vão, se eu quiser continuar com o Frigideira vou precisar aprender a desenhar bananas, maçãs, abacaxis… Porque o brasileiropocotó que quando lê não compreende, num futuro bem próximo não vai mais saber ler. Vai ficar olhando com cara de bobo para os desenhos, vou desenhar a bunda da mulher samambaia (alguém me contou que não é mulher alface), vou desenhar celebridades sem calcinha. Eles vão ficar olhando e rindo, aquele riso bobo, com a baba escorrendo pelo canto da boca. Dããããã
Vou buscar o crédito da charge e coloco aqui em breve.

Anúncios
Publicado em brasil, cultura
40 comentários em “crescimento do pib (povo inteiramente bobão)
  1. Jotaerre, se continuarmos assim talvez precisemos mesmo aprender a desenhar ao invés de escrever.

    Felizmente ou não, quem lê nossos blogs são no mais das vezes pessoas instruídas; até porque quem não o é provavelmente não têm paciência, pra não dizer saco, de ler um post ‘enorme’, como já ouvi dizerem.

    Educação nos leva a escolas, é certo, mas como você mesmo disse, a mais importante é a que se encontra no seio familiar. Não agradeço aos meus pais por ter estudado nos melhores colégios, nos mais caros, por ter o privilégio de fazer cursos e aprender culturas e ensinamentos de diversos países, etc. Sabe o que mais agradeço? Valores morais e éticos que aprendi em casa. Valores que ninguém jamais tirará de mim. Está arraigado em meu ser. Ser honesto, íntegro, verdadeiro, do bem, solidário, etc. Isso não aprendi na ‘escola’, mas em casa, desde a mais tenra idade.

    Por isso que quando dizem o Brasil precisa é de educação, eu concordo também, mas sabendo que o problema começa na falta de ensinamentos em casa.

    Eu dizia no começo do comentário que talvez precisemos aprender a desenhar… Até podemos aprender, se quisermos, mas que nunca deixemos de escrever, pensar e suscitar o pensamento daqueles que quiserem ler sobre o que pensamos. Afinal, não estaremos seguindo nossa natureza se desistirmos.
    Lembro que quando criei o blog fi-lo para compartilhar pensamentos, para contribuir com reflexões, pois aprendi que refletir é o que me faz crescer e amadurecer.

    Abração, grande Jotaerre, e uma excelente semana.

    obs: realmente é mulher samambaia, mas bem poderia ser alface: aguada e sem graça.

  2. Ana Paula disse:

    Eu prefiro não pensar, Junior. Dá vontade de chorar. Sério.

  3. tina disse:

    Junior: você vai acabar me convencendo a ir para Londres mais cedo… Ou então vai me ensinar a densenhar.

    O “pib” foi sensacional, parabéns pelo artigo também.

    beijos querido e boa semana!

  4. Claudio disse:

    No meu tempo (e pareço um velho falando isso) as escolas públicas não eram ruins. O povo também era melhorzinho. Hoje, escolas públicas e povo são sofríveis. Não sei se isso foi causa ou consequência.

    Não sei se eu vou ter que aprender a desenhar ou a interprear desenhos.

    abração

  5. Andrea N. disse:

    Voce eh totalmente rock and roll.

  6. DO disse:

    Felizmente,JUNIOR,nossos pensamentos estão sempre “batendo”.
    Onde eu assino?
    A verdade é que andava sentindo-me meio fora do mundo,com idéias que talvez fugissem da tal realidade…
    Mas to vendo que outras cabeças pensantes têm a mesma visão minha.
    Talvez a diferença é que eu estou exausto até de pensar. Qto mais de escrever sobre as mazelas deste país de mer…

    Abraços!!

  7. cilene disse:

    Na Noruega as criancas passam de ano mesmo sem ter condicoes…nao importa nem se ela aprendeu alguma coisa..mas claro que as condicoes norueguesas devem ser melhores do que a brasileira

  8. Oi Junior,

    Essa situação vem de longe, mas você quer o que de um presidente analfabeto que faz apologia da ignorância?? pergunta pra ele porque mandou sua filhota do coração estudar em Paris 🙂

    Bjos

  9. Carol disse:

    De fato, a educação é a chave. O triste é ver o que fazem com ela. Como trabalho com isso, vejo coisas que me deixam ainda mais descrente do que já sou.
    Insisto que a saída é o Galeão. Ou Guarulhos.
    Bjs.

  10. Roby disse:

    rsrs,,,Ah Juninho, tô rindo muito aqui das expressão que usastes..”feiúra”…
    E as mães rezando apra os filhos voltarem vivos das escolas..hahahah
    Meu santoooooo..rsr
    O pior de tudo que é exatamente assim..
    Ensino brasileiro tem tudo a ver como o mar, os prodessores surfam, os alunos boiam, e a notas afundam!!
    *
    Bjinsssssssss

  11. Marina disse:

    Pior é saber que nem os desenhos eles vão entender.
    Eu estudei, do CA aos 14 anos, numa escola super bacana, que tinha aulas de arte, cultura, música, contadores de história, teatro e ministrava um dia de aula por mês em um local histório do Rio! Sabe o que aconteceu? A escola faliu, diziam que era muito alternativa! Eu mereço, eu mereçooooo!!!!!!

    beijoca

  12. Dani F disse:

    Não sei se tenho pena destes brasileirinhos pocotó…Se os catarinenenses vão passar o povo direto.., é um exemplo, mas fazer o quê, se o povo não se importa com educação. E não é só o lado da qualidade. É que ele não se importa mesmooo! Para que razão ficar perdendo tempo? Querem é bunda e funk o resto da vida. Ah..me esquecí do carnaval..eta coisa que deixa todos loucos..inebriados..não tenho pena. Podem me crucificar..não tô nem aí.
    Ah..guri! Não se exluia do papo das gurias..uma opinião masculina sempre é bem vinda
    hahaha
    beijos Junior

  13. Caro Júnior,

    Fantástico o seu texto. Não contive o riso quando falou sobre a vacina para a escola de lata. Aliás, soube que aquilo vira um verdadeiro forno, com a temperatura interna beirando os 60 graus c. A escola de lata deve ser direcionada para os mais “cheinhos”? No ritmo de vida que estava levando teria que estudar lá.

    De fato esta educação que nós temos atualmente beira o ridículo e como professor só posso concordar com a desmoralização da classe que é imposta pelo próprio estado.

    Este modelo que é alvo de elogios por parte do Banco Mundial é contantemente avaliada usando números como parâmetro e esquecem dos valores subjetivos. Modelo de desenvolvimento neo-liberal, diga-se de passagem.

    Quais livros você leu? Já estou selecionando aqui no Submarino o que irei ler nas férias.

    Abraços!

  14. Carla disse:

    Pára o mundo que eu quero descer…Preciso dizer mais alguma coisa, a não ser deixar minha indignação quanto a tudo o que está acontecendo? Preciso não, né? Só bjus procê.

  15. Lara disse:

    Blah…nem sei mais o que dizer. Dá vontade de tentar contestar…mas vc tem razão…do seu jeito, mas tem! 😦

    Boa tarde amigo!Bju

  16. Bruna disse:

    Junior, não lembro em qual blog eu falei isso, mas não importa porque irei repetir: a educação não é foco do atual presidente e nem vai ser nesses próximos 4 anos porque ele PRECISA do brasileiro-pocotó ignorante para continuar no poder.

    Sobre a educação de casa: dessa eu também tenho medo. Porque a criança já nasce com exemplos de não honestidade. Infelizmente é uma coisinha inofensiva aqui (como a TV a cabo pirata), outra ali (ler o jornal do vizinho e depois colocar na porta dele)… e de repente formamos um cidadão inofensivo-bola-de-neve que vira de-puta-do.

    Melhor todo mundo aprender a desenhar mesmo. Credo.

    Beijos.

  17. Phillipe disse:

    Acho que agora mesmo o que o Brasil mais precisa é de otimismo. Só que tá difícil encontrar razões…

  18. Flavia Sereia disse:

    Como já foi dito ai em cima, se um presidente que pouco estudou, que nao gosta de ler, vc acha que a educação iria melhorar? Se a maioria de eleitores dele são pobres e com pouco estudo ele tá é querendo aumentar o eleitorado.

    O Brasil só vai melhorar quando tiver um presidente com culhões para investir em educação de primeira.

    bjs

  19. Julia disse:

    Valores adquiridos atravez dos familiares são muito mais importantes…A escola é o complemento SERIO DE GRANDE IMPORTANCIA que ensina entre outros O SABER VIVIER EM COMUNIDADE COLETIVA…reforçando os valores adquiridos no berço…

    MUITO DIFICIL SE CONFORMAR COM A INERCIA DOS BRASILEIROS!Portanto seu post relata a CRUEL REALIDADE…e nos comentarios, não leio nada que me deixe acreditar que alguem vai passar adiante o assunto atravez dos dialogos entre vizinhos, colegas de trabalho, amigos & cia.Assuntos como este deveria ser divulgado em reuniões até na hora do churrasco…Quem sabe levando o assunto mais longe do teclado, teriamos esperança de ver NASCER a decisão do BASTA!!!

    Fique tranquilo. Seus posts não sera motivo que me impeça de propor de encontra-lo aqui em Paris em alguma viagem sua por aqui.Vou adorar conhecer você pessoalmente ao torno de uma boa mesa de algum restaurante da região Parisiense.Abrs

  20. Pelo que vc expõe parece até que as mulheres são responsáveis por tudo.Os ladrões, cafetões e donos do mundo.Eu soube agora que no Rio estão roubando sinais da televisão a cabo e instalando nos morros.Com um presidente que nunca estudou e nem teve educação alguma para que educação?O exemplo vem de cima.Melhor não ter para saber enfrentar sem amarras.

  21. Déa disse:

    Pois é. Eu sumo, mas eu volto. Rss Agora à toda, pois já voltei a ter net em casa. Querido, sua lucidez é impecável. Nos meus churrascos você continuaria a ser convidado sempre! (Isso signfica convite para vir a Salvador, viu?) Seu post me faz lembrar porque as bandas (ou bundas) de axé do estilo clássico “É o Tchan”, fazem tanto sucesso. Eu sou professora, atualmente faço uma Pos em Metodologia do Ensino Superior. Exemplo de até onde esse caus pode chegar: uma “colega de sala”, durante a sua apresentação de um trabalho em matéria sobre extensão acadêmica, mostra a foto da obra “O Pensador” e diz ser de Michellangelo. Eu corrigi e falei, lá do meu cantinho “Rodin”. Ela, na mesma hora corrigiu o seu equívoco e diz: “Exato! Desculpe! Essa obra é realmente de Roberto Rodin, eu me confundi…” Acabou não! Depois vem a foto da “Criação do Homem”. Ela explica que essa sim é que é de Michellangelo e que está aberta a visitação Pública no Museu do Louvre. Desisti e saí naquela hora. Foi muito para uma aula só… Esperança? Claro. É a última que morre. Embore eu continue sendo da opinião de que a melhor saída para o Brasil é o nosso Galeão.. (Ou será Antônio Carlos Jobim??? Mudaram o nome só mesmo para mudar a saída não foi?) Beijos

  22. Juliana disse:

    É isso mesmo, Junior… pra que os governantes vão querer formar cidadãos inteligentes?Pra perceber que elesa não prestam e tirá-los do poder?? Não vale a pena, o melhor é continuar alimentando esse absurdo, continuar dando esmola pras mulheres terem 10 filhos, todos sem educação nenhuma, com o crime crescendo e tudo mais. É revoltante. E como vamos mudar?

  23. Diana disse:

    Bom dia…..

    No PR não é diferente não….
    Falo de carteirinha…um afilhado precisava em 4 cadeiras mais de 130 pontos…..e???????
    Passsouuuu….e pra piorar….a ma~e do individuo ainda ficou contente…..
    Qt a ser convidado pra churrascos….rsss….encontramos de tudo….
    Brincadeirinha….
    Rsss
    Bjs…

  24. Jacque disse:

    Concordo em tudo. Quem tem educação, e consciência da importância dela e do seu papel, questiona, exige, cobra, fiscaliza. E por acaso é isso que nossos governantes querem? Não, né?! E pra quê estudar, se o nosso presidente não estudou e ainda conseguiu chegar à presidência, pra que estudar? O mundo é dos espertos, e não de

  25. Jacque disse:

    ishh! Apertei um botãozinho aqui e não terminei! Como eu dizendo, o mundo é dos espertos e não de quem tem educação. Esse é o pensamento, infelizmente.

  26. Teremos diversos cursos de hieroglifos a nossa espera. Quanto mais simples e pobre for a escrita, melhor para eles. Educação para quê, não é mesmo?

    Já o “Miguxês” eles entendem perfeitamente. Até demais.

  27. Dani F disse:

    Oi Junior..
    Vim te deixar embaixo do tapete..um ótimo natal prá vc e um belo e mais interessante 2007..que os rumos deste nosso Brasilpocotó melhore ou exploda de uma vez..hahahaha
    beijos

  28. paty disse:

    Leio teu post com um certo pesar na alma. E triste ver as coisas caminhando em direções tão absurdas. Triste, muito triste! Beijos

  29. Caramba, esse post foi sombrio… deu medo!

    Valhei-me São Machado de Assis! Nos livre da pocotização!

  30. paty disse:

    Junior, não entendi.
    Você passa pelo peregrina mas não registra sua passagem ou você começará a passar por lá?
    Perdoe-me, mas não compreendi.
    P-S:Revoltante a situação deste país.
    Beijos

  31. Luma disse:

    O Problema estrutural da sociedade está dentro de casa, todos nós sabemos disso, mas todos nós jogamos a culpa no Estado.
    É mais fácil jogar a culpa no Estado e não assumir os erros. Os pais que podem pagar, terceirizam a educação dos filhos. A Escola virou uma empresa. Mas digo que dependendo da família, é melhor a criança passar o dia na escola.
    Beijus

  32. Beth disse:

    Como em outros posts, sei nem o que dizer. Alias, vou fazer disso um comentário padrão. Não sei o que dizer, by Beth!!!!!
    Junior, passando p desejar um Feliz Natal, um Ano Novo tridelicia, e que em 2007 vc e a Bibi se vejam mais, assim como eu e Gerson. Que tal na mesma casa??? ahbauahauhauuaua!
    Um cheiraaaaaaaaao!

  33. Aldemir Silva disse:

    Realmente a educação não é nem de longe a que gostariamos. Mesmo aqueles que recebem uma certa formação ética em casa pode se desviar ao frequentar a escola pública. O que dizer dos que não recebem o mínimo de educação em casa.

    Infelizmente isso é uma bola de neve que cresce sem parar. O que esperar das crianças do meu sertão que vão a escola muito mais pra receber a merenda e ter força pra trabalhar na roça. O que dizer do jovem da capital que convive em meio ao tráfico de drogas em plena sala de aula.

    É apenas semelhança ou nós todos nós somos pessímistas?

  34. NEGÃO disse:

    Junior, meu sonho é morar em Londres. Será que a Tina me leva com ela? Sinceramente, viver aqui não dá mais. Como a Magui falou, com um presidente analfa, você acha que alguém ainda tá preocupado em estudar e, além disso, ter um ensino decente, de qualidade? “Se ele, que não tem nem o primeiro glau compreto, é presidente da república, por que eu tenho que estudar?” é o que o brasileiropocotó pleno pensa e a minoria dominante quer que ele pense. Lamentável…

  35. Marmota disse:

    Junior, entendo perfeitamente o seu desabafo indignado. A questão é que o país já entrou na inércia viciante do silêncio e da ignorância (no sentido de alinenação) como sendo a base da felicidade. Haja vista a programação da TV aberta e o pouco (e desorganizado) efeito diante do espetáculo circence do nosso congresso. Eu tenho que admitir: sei que não devia, mas muitas vezes minha indignação é substituida por conformismo, simplesmente porque na maioria dos casos, nem mesmo o esforço dos indignados faz efeito diante dessa força maior. Enfim, antecipadamente, feliz 2007… 🙂

  36. Saramar disse:

    Meu amigo, como sempre, você acerta na mosca!
    Eu, que fui professora por alguns anos, sempre me preocupo com a educação e com a farsa em que se transformou nos dias atuais.
    Porém, como você mesmo disse, não deve haver nenhum estranhamento em relação à decadência vergonhosa da educação brasileira. Creio mesmo que a manutenção desse nível baixíssimo de resultado constitui política pública, uma das únicas que atinge seu objetivo: reduzir firme e constantemente o nível de conhecimento e consciência da população e assim, mantê-la par asempre cativa da mediocridade dos nossos dirigentes.

    beijos

  37. jan disse:

    Sabe, lindão, entendo todas as suas reclamações, e em partes concordo com todas elas.
    Mas, vejamos, há muitas escolas estaduais – mais do que se pode imaginar – muitíssimo bem equipadas com internet e o escambal… Mas, não se pode utilizar. Há aparelhos eletrônicos como televisão, dvd e microsystem. Há um ambianete higienizado e merenda da boa na hora do intervalo.
    Mas, o que acontece? Ninguém dá valor.
    Se educação vem de berço, é porque o pai e a mãe obtiveram uma boa educação quando pequenos e na maior parte veio da escola sim.
    É obrigação do professor educar, e quem disser o contrário eu bato!
    Falta organização. Da parte dos educandos e dos pais; toda uma organização em torno da escola, pra discutir o rumo que os futuros regentes do Brasil estão tendo.
    E nem precisa xingar muito o governo não… Só se organizar.

  38. […] Depois de um final de semana inteiro com a mídia, inclusive o tenebroso faustão, martelando nos ouvidos do povo, no inicio da semana alguma coisa começou acontecer, tivemos um vozão se acorrentando ao congresso, uma tiazona esfaqueando o ACM (guardem o espumante pro natal, era o neto). Estudantes deitados em frente ao congresso usando preto (luto pela morte da educação?), trabalhadores (em pleno dia útil) com vidros gigantes de óleo de peroba. […]

  39. […] Infelizmente os nossos pobres parlamentares contam com uma boa arma a seu favor: a no-politizao do povo. Traduzindo: nessa semana, todo mundo fala sobre os 91% nas mesas de bar. Semana que vem, j vo falar no Natal, no ano novo… Ento vem janeiro, a j viu. s Big Brother e Carnaval. Provavelmente nesse meio tempo, o tal aumentinho saia. Tanto por falta de vergonha desses cidados quanto pela inrcia viciante do silncio e da alienao, sustentado pelo problema crnico da nossa educao, como desabafou o Jnior. […]

  40. Valérie disse:

    Sempre concordei com vc sobre faltar Educação e Escola no Brasil, mas depois que comecei a trabalhar no ensino, vi que falta mais uma coisa: COMPROMETIMENTO. Comprometimento dos estudantes que vão para aula. comprometimento dos PROFESSORES em programar uma aula atrativa e não um tapa buraco. Comprometimento dos PAIS em incentivar e acompanhar o estudo dos filhos.

    O que vejo são coisas malucas. Escolas recebem computadores de última geração; O grande problema neste novo laboratório é o fato que, com certeza ficará fechado, pois os professores não saberão montar (ou não terão interesse) uma aula intereativa com os computadores. Como não souberam usar todos os materiais de quimica (pipetas, provetas etc) Como também não usam o aparelho de DVD e a TV.

    Hoje, uma aluna do colégio integrada ao programa Leite das Crianças foi buscar o leite. O governo do Estado entrega um litro de leite para cada criança cadastrada todos os dias. Esta aluna tem 3 filhos e está grávida do 4º. Ela economiza 108,00 de leite por mês recebendo do Estado. Sabe o que ela disse? que não quer mais receber do Estado o leite porque dá muito trabalho e ela prefere o de caixinha. O leite é de excelente qualidade e seu único “trabalho” é pesar as crianças todo o mes no posto de saúde do lado da escola. Seu marido é bóia fria é fica mais desempregado do empregado. Se ela recebesse os 108,00 todos os meses como no BOlsa Família, ela estaria feliz da vida recebendo. Mas o leite ela não quer…

    Desculpe o tamanho do post, mas é só para vc ver que nossa luta é mais pelo COMPROMETIMENTO COLETIVO do que somente pela educação mesmo.

    Beijocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: