simbiose da hipocrisia


click na imagem da misha gordin

Vou contar uma coisa pra vocês, eu não me importo.

Pode ser que o querido leitor pense que eu passo meus dias me rasgando de raiva do lula, do renan, dos lulopetistas e vermelhos. Podem achar que eu tenho úlceras de raiva a cada novo escândalo que aparece por aí. Podem pensar não gosto do pobre diabo. Devem achar que vivo em estado de alerta e tensão.

Não, eu não me importo com nada disso. Tenho vergonha de cada uma dessas coisas, mas não dou à mínima. Acordo todos os dias bem cedo porque tem trabalho a ser feito e essa é a minha prioridade. Como eu sei que nada cai do céu pra mim, que não tenho pai rico e que nenhum político me convidou para algum esquema, preciso “correr atrás” e “dar meus pulos”.

Se você sente-se motivado a alguma coisa lendo o que eu escrevo, se meus textos abrem seus olhos, te fazem pensar ou algo do gênero, ótimo, mas não deixe a cólera contaminar seu coração e muito menos te paralisar, corre atrás. Escrever é manifestar meus pensamentos, minhas opiniões, incômodos e anseios, mas não vivo assim.

Vejo muita gente clamando por igualdade e justiça social, utopia. Se liga, se as empresas de coleta de lixo tiverem de pagar 1500 pilas para os garis, não vai ter ninguém pra tirar o lixo da frente da sua casa. Sabe por quê? Porque você não quer pagar para tirarem o lixo da frente da sua casa. Caiam na real ou vão morar na Suíça, lá os diferentes são mais iguais que por aqui, ainda por cima você descobre que igualdade tem um preço e todos aprendem a pagar por ele.

Leiam mais história pra aprender que o mundo sempre foi dividido em classes sociais que sobrevivem por simbiose. Se os USA não deixarem os pobres diabos entrarem, ilegalmente ou não, pra construir as casas dos gringos, eles ficariam sem casa e os ticanos morreriam de fome.

Se liga, mais da metade dos serviços que você recebe depende de pobres diabos, sem eles você não teria a metade do que tem. Eu vejo muita gente de blá blá blá que o coitado vive mal pirirí poróró, mas quando aumentam o salário mínimo ficam preocupados porque talvez não tenham como manter a doméstica. Isso é a maior hipocrisia, querem acabar com a pobreza, mas sem acabar com os pobres. É só discurso. Se eles não existissem, toda a indústria da qual e faço parte não existiria também, porque os nossos clientes, gente como você (talvez você até seja um cliente meu), não aceita pagar o custo de alguém que vive “adequadamente” pra fazer as entregas. Se eu falar pra você, “olha, vai ter um pequeno aumento pro entregador poder viver melhor”, você me diz, “ahhh não, vou comprar do que vende mais barato”. Não é hilário?

Sabe aquele restaurante por quilo que você almoça todos os dias? Ele fecharia as portas se tivesse de pagar 900 pilas praquela tia pobre diaba que lava os pratos. Isso porque você não quer pagar mais pela comida pronta no prato, é você que não aceita pagar um salário decente pra ela, entendeu? É você que não aceita pagar um salário decente pro carregador de legumes lá do CEASA, entendeu?

Conheço gente que ao invés de alugar DVDs na locadora do bairro nos finais de semana, compra 5 DVDs piratas por 10zão no camelô da esquina, essa gente ta mandando o pobre diabo funcionário da locadora pro olho da rua, depois fica falando que ele é um coitadinho desempregado e que os políticos são todos filhos da puta. Não é conveniente ter políticos filhos da puta? Vez ou outra até empresto os DVDs piratas que o meu irmão compra, sou filho da puta mas não sou hipócrita.

O ministro Hélio Costa (comunicações) disse no rádio outro dia: “Se ‘não sei quem’ faz o receptor [de sinal digital para tvs analógicas] por 200, a China faz por 100.” Sabe o que ele ta fazendo? Jogando uma pá de crianças chinesas na semi-escravidão pra você poder ter sinal digital na sua tv analógica porque você não tem din-din pra comprar uma tv digital. Igualzinho o que você faz quando compra as porcarias chinesas pra presentear o seu neto, só porque são mais baratas, entendeu?

Então queridos, deixem de hipocrisia, todos fabricamos e mantemos a pobreza pra disfarçar a nossa própria vida desgraçada.

E pra vocês verem como eu tenho meus fãs vou compartilhar com vocês o presente (demora pra carregar, mas é imperdível) que ganhei de um deles.

Anúncios
Marcado com: , , ,
Publicado em Sem categoria
27 comentários em “simbiose da hipocrisia
  1. Carla disse:

    Nos últimos tempos, esse seu post foi o mais … cruel e realista.
    Porque é isso mesmo que acontece por aqui, e sabemos, à vista curta, que nada vai mudar.
    Então, o melhor que fazemos é viver nossas vidas da melhor forma possível, cada um fazendo a sua parte e pronto.
    Bjão.

  2. Yvonne disse:

    Junior, agora você foi direto na ferida, aliás, você sempre vai, mas desta vez você além. É exatamente isso. Os governos precisam levar em consideração que os empresários têm a sua importância e eles estão completamente desamparados. Beijocas

  3. Como se aplaude na escrita? Claft, claft, claft…(???) Sinta-se aplaudido!

    Não tenho dúvidas de que esse foi um de seus melhores textos/reflexões. Os que gostam de jogar pedras no que estão distantes terão (ou ao menos deveriam) pensar agora: “será que estou disposto a mudar? será que a minha imobilidade é um comportamento inconsciente de que para mim está tudo ótimo por que eu prefiro isso mesmo, manter o pobre, pobre até que eu possa manter todo esse luxo? e etc”.

    Você foi em cima!

    Portanto, aqueles que se identificarem no texto, deverão parar para pensar se querem mesmo acabar com o CD/DVD pirata, se querem mesmo segurança nas ruas, se querem mesmo um imposto mais “justo” (seja lá o que cada um interpreta disso), etc.

    Hipocrisia é pior que ser filho da puta, infinitamente. Gostaria que a grande maioria da sociedade fosse filho da puta, ao menos saberíamos com quem estaríamos convivendo. Com hipócritas é muito mais difícil, por que o discurso é lindo, nenhum governo presta e etc, mas se tocarem neles… 😀

    Excelente! Recomendarei este post lá no blog.

    Abração! (mas aquele abraço bem filho da puta mesmo :D)

  4. Luciane disse:

    Oi, Júnior! Tem muita coisa que tu escreves que eu não concordo, mas, por respeito, eu me abstenho de comentários – assim como me abstenho dos etílicos, mas me esbaldo no vinho, e esse teu texto “falou” verdades que só se encontram nele: in vino veritas. 😉 Nesse post, então e PORÉM, eu poderia assinar embaixo.
    Aqui nas Zeuropa é mesma hipocrisia. E pior ainda quando os “zeuropistas” querem dar uma de bonzinhos fazendo o “Criança Esperança das Zeuropa para as crianças escravas num c. de mundo na Ásia” – que aqui também tem essa babozeira. Quem assiste e contribui para esses programas é Zé Uropeu, vestido em roupas fabricadas no Vietnam, comendo pipocas de milho “Monsanto” plantado na Indía, sentado sobre um tapete tecido no Cambódia e assistindo numa TV fabricada na China. Tudo super baratinho, adivinha por quê?
    Agora, tu danças muuuuuuito bem. E a roupa rosa choque foi um charme. 😉
    Abraço pra ti.

  5. Cristina Lima disse:

    A Carla tem razão. Esse foi o seu post mais cruel. Mas é a vida né. Ou melhor. É a nossa vida.
    bjs

  6. Cristina Lima disse:

    O “presente’ é fantástico!!!!

  7. Jr., você é um cara muito inteligente, superconsciente e politizado. Sabe falar de coisas difíceis que eu nem sabia que existiam.
    Queria escrever assim também, dizer coisas assim, quem sabe eu poderia mostrar pra todo mundo que sou mais, muito mais que apenas um louro bonito, com olhos verdes-esmeralda e um corpo musculoso e perfeito.
    Ah ! Tá marcado o nosso chopp, viu ! 😉
    Abç!

  8. Marcos disse:

    Mais um achado : “querem acabar com a pobreza sem acabar com o pobre”. Muito bem desfiado teu texto, como de praxe. Eu não sei mandar, se bobear, até minha diarista me dá esporro; não sei organizar nem minha gavetinha de remédios, e olha que lá só tem uma pomada para hemorróida e uma cartela de Anador. A diferença entre mim e os mentecaptos eleitos, é que eu sei.

  9. Luma Kimura disse:

    Não me ocorre agora nada a acrescentar aos comentários que já foram feitos, seria repetitiva. Mas ainda assim gostaria de pelo menos registrar que este, a meu ver, é o melhor post que você escreveu nos últimos tempos. Em “força” e fluência das palavras.

    🙂

  10. Samanta disse:

    Adorei aqui!
    Cheguei pelo blog da Kaya e voltarei mais vezes, pode crer!
    Bem sacado esse teu texto.
    Quase ninguém assume que é o causador de muitas coisas.
    Como você mesmo disse, é o maior blábláblá pra lá e pra cá mas, assumir e fazer algo pra mudar, nothing…
    Beijo no coração procê.

  11. Flavia Sereia disse:

    Junior, tem muita gente hipócrita nesse país, vivem reclamando do governo, dos preços, do desemprego de tudo, mas na hora de comprar um produto pirata ou baixar musica no computador, nem pensam duas vezes, afinal comprar cd na loja é muito caro!!
    Se querem fazer tudo isso, façam mas não reclamem das consequências é ou não é? rs
    bjs

  12. Robson disse:

    Excelente texto!
    Às vezes as pessoas reclamam tanto dos outros porque não conseguem perceber sua própria participação no esquema todo.

    O seu texto ajuda muito no sentido de mostrar que somos todos parte. Mas me pergunto quantos infinitos detalhes não poderia, ainda, serem descritos…

    Abraço.

  13. Déa disse:

    Fazia tempo que eu não deixava um recadinho, embora sempre tenha acompanhado você (que nem novela, Rss). Bom, para mim as coisas que você sempre fala são muito nítidas, e como eu sempre concordo, acabo me omitindo para não ser repetitiva. Enfim… Desta vez, falo só sobre o vídeo! Bom, levei uns bons 5 minutos rindo, então acho que nem preciso diozer mais nada.. Rsss Beijos

  14. Jacque disse:

    No comments!
    Clap, clap, clap, clap! Aplausos. E é só! Colocou o dedo na ferida e girou!
    Beijos.

  15. DO disse:

    Por isto que gosto de vir aqui.
    Vc não tem papas na língua e cutuca mesmo a ferida,JUNIOR.
    Palmas e palmas!!

    Abração!!

  16. Hanny Meire disse:

    Falou pouco e falou muito bem, não tenho nada a acrescentar ! Um beijo !

  17. NEGÃO disse:

    Nota 10, mais uma vez!

  18. cilene disse:

    Aplausos, aplausos, aplausos, e mais aplausos..vc fez um texto brilhante, o brasileir e muito hipocrita, fica com esse falatorio de politicamente correto, mas faz tudo de incorreto, nao paga os pobres coitados direito e ainda falam mal do servico prestada. a classe media brasileira e triste, cheia de direitos, vive reclamando, mas nao faz nada para mudar o Brasil e ainda explora os mais pobres.

  19. Luma disse:

    Junior, tem muita gente que acha que pensa e em seguida desfaz o pensamento, principalmente aqui na blogosfera. Um tempo atrás todo mundo queria se mobilizar, fazer movimentos, ir para a rua reclamar, mas a desculpa para não ir era: Não temos apoio, os políticos que elegemos não movem palhas, irão remover montanhas? Pois bem, essa mesma trupe, ao se deparar com movimentos “Cansei” “Fora Lula” passam a meter o pau. É a elite!! É a burguesia!! 👿 Quer saber? O brasileiro tem que sofrer, tem que aprender na marra. Eu nem me importo também. Beijus

  20. Cejunior disse:

    Parabéns meu caro xará! Cutucou a ferida sem dó nem piedade! É por aí mesmo… que vidinha miserável a nossa!!!! Putz!!!

  21. […] É bom amar. Se apaixonar, melhor ainda. Transformar paixão em amor apenas poucos conseguem. A maioria dos casais apenas convive. E só. Se houvesse democracia para dizer o que é amor, tal como existe na política, certamente a hipocrisia saíria vencedora. Por que a convivência e a tolerância seria a interpretação dos hipócritas para o amor. […]

  22. Lara disse:

    Existe realmente uma grande dificuldade de cada um reconhecer sua cota de responsabilidade por tudo isso.
    Somos contra a exploração do trabalho infantil mas adoramos os preços baixos do trabalho produzidos por crianças e tals!!!
    Não dá para pagar para manter todo mundo ganhando bem né? hauihaiuha
    To rindo…mas é ralmente sinistro! 😦
    Bom fim de semana moço!
    Bjus

  23. Ismael disse:

    Você é mau…
    Mas o texto é direto. Sem hipocrisia.

  24. Tina disse:

    Oi Junior!

    Como sempre, mandou ver! Muito bom e realista.

    Beijos querido,

  25. sacanitas disse:

    o problema eh que a gente vive no “salve-se quem puder”, matando um leao todo dia… nem julgo pq no fundo eh triste.

    texto excelente! 🙂
    beijoooo
    .
    .

  26. palpiteira disse:

    Oi, Júnior.
    Adorei o “sou filho da puta mas não sou hipócrita”. Muito bom.

  27. Bruno disse:

    Realmente esse artigo diz muitas verdades que eu concordo. Texto muito bom de fato. É muito fácil espalhar demagogias por aí mas na hora de fazer a sua parte ninguém quer fazer.

    Parabéns mais uma vez.

    Abrç.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: