que venha o frio

Ontem eu tava no msn papeando rapidamente com meu amigo deputado num dos seus raros momentos em se dispões a conversar com raros privilegiados através dessa ferramenta tão modernamente irritante (ufa).

Ele dizia: Que venha o frio!

Eu gosto de frio e ontem fez 4° aqui. Mas eu gosto de frio acompanhado da lareira, meias de lã, do vinho e de fondue. Pra algumas outras coisas o frio é uma fria.

Mas depois de voltar da padaria, eu resolvi o frio com um remedinho bom, um feijãozinho gordinho no fogão à lenha (e não “fogão de lenha”, Norma, porque se o fogão for de lenha ele queima), e pau na imprensa, sempre ela.
feijoada

O pessoal por aqui ama o frio, eles ficam na maior expectativa da geada, do meio da tarde pra frente é aquele comentário, o céu tá limpo, se parar o vento tem chiada. E quando ela chega (quase) todo mundo adora e comenta o dia inteiro. Nos finais de semana sobem a serra torcendo pra ter chiada. Nos jornais é matéria para cada edição, com imagens do branco sobre a relva, entrevistas com turistas nordestinos encantados com o frio de gelar a alma.

Eu, que sempre cri que a imprensa, assim como a Dilma, é manipuladora, tenho certeza, assim como tinha certeza que a seleção pocotó perderia pro Paraguai, que a imprensa manipula o gosto do pessoal daqui. Porque não é possível gostar tanto assim de frio.

Explico. Geada não é uma coisa boa, queima plantações levando os pequenos produtores, abundantes por aqui, a amargar prejuízos. Pessoas com menos recursos que nós, sofrem com o frio. Eu sofro com o frio, a enorme maioria das pessoas sofre com o frio. E eu vou parando de falar do lado mau do frio, continuem lendo e entenderão por que.
por do sol

Vamos lá. Eu, do alto da minha mania soberana de achar que tudo é uma conspiração, porque é, vos digo:

Imaginem se além de todos se foderem com o frio, a imprensa mostrasse que o frio fode à todos?

Se a imprensa não conspirar a favor do frio, as indústrias fechariam as portas por falta de funcionários, ninguém mais sairia de casa por depressão térmica. Pessoas se auto-suicidariam a si mesmas, se matando. É verdade, pensem a respeito. A imprensa tem de fazer todos acreditarem que o frio e as geadas são cuti-cuti, e ela consegue, pura conspiração. Por isso eu vou voltar pro meu feijão.

Volto, mas depois de deixar vocês com algumas fotos (você pensava o que tinha que ver essas fotos com esse assunto, rs) que acabei de tirar quando voltava da padaria. Saca só o meu fim de tarde, e cuidem que esse não é o maior rio da minha cidade (nossa, sou fascinado por rios). Você vai ver algumas nuvens lindas que baixaram o moral do pessoal aqui, porque indicam que hoche nom tem chiada.
por do sol

Anúncios
Marcado com:
Publicado em costumes
13 comentários em “que venha o frio
  1. Carol disse:

    Eu gosto de frio, mas começo a repensar minha opinião depois de ler isso aqui. 🙂
    Independente de gostar, penso algumas coisas:
    1. Seria ótimo se nosso país amado idolatrado salve-salve fosse mais adaptado para o frio. Atualmente, com alguma facilidade, jé encontramos esses aquecedorezinhos pra vender. Aqui em Brasília bate menos de 10 graus no inverno fácil (é a previsão pra amanhã). Ninguém acredita. Os lugares não são adaptados e as pessoas não sabem se vestir para um clima que varia de menos de 10 a quase 30 em um dia.
    2. Acho que se vende a imagem de que frio = chique. Isso é cultural. Como se o calor, com o povo suado usando camiseta sem mangas fosse “menos civilizado” do que um clima um pouco mais ameno. E muita gente boa compra essa idéia.
    Bjs!

  2. Carla disse:

    Lindas fotos, Júnior! Também gosto do frio, mas da maneira mais light: quando estou em casa, perto dos meus, tomando alguma coisa, sem ter que preocupar em levantar cedinho!
    E, na minha modesta opinião, as pessoas ficam mais bem vestidas nessa época, e concordo com a Carol.
    Quanto aos problemas que o frio trazem ao nosso povo, mais uma vez, ele tem que se virar. Com cobertores, com aquecedores, quem pode comprar, ou, na maioria das vezes, um café quentinho e olhe lá.
    Bjão.

  3. DO disse:

    Claro que tudo na vida tem os dois lados,mas eu amo o frio,JUNIOR.
    A começar da minha saude que fica bem melhor que num calor dos infernos.
    E como vc bem disse: é uma época linda.

    Abração!

  4. Tina disse:

    Oi Junior!

    Eu adooooro frio! Mas a geada não vale, queima plantações e encarece os hortifruti. Eu nasci no hemisfério errado, definitivamente.

    Esse feijão está gordinho mesmo, heim ? (rs)

    beijos querido e curta bastante.

  5. classespt disse:

    imagino que seja no Sul que vc mora? na Europa nao deve ser, porque começou o calor por aqui. Amei o seu fogao à lenha, bacanérrimo! aonde é que vc o arranjou hein? rssss

  6. Eloy disse:

    Júnior,

    Como você bem sabe, sou de Curitiba, e adoro o frio. Acho que não tem (tanto) a ver com a imprensa, mas com alguns fatores:

    – Não é sempre que faz frio, se fosse as pessoas iriam odiar. Lembra aquela piadinha do cara que foi passar o inverno na Europa e viu a neve pela primeira vez, mas depois de 2 meses a mesma já era chamada de “merda branca gelada”.

    – Outra coisa: algumas coisas muito boas de se fazer, só são boas de se fazer no frio: ficar à frente do fogão à lenha proseando enquanto a comida prepara, tomar quentão de vinho, tomar vinho, ficar agarrado com a patroa debaixo das cobertas, acordar com os pés quentes pois o gato dormiu em cima da cama…

    – E no frio tem uma coisa que no calor é complicado: é “só” se agasalhar e pronto! No verãozão (você ainda vai ver como é quente por aqui no verão) não dá pra sair pelado na rua. E mesmo que desse, não ia resolver muito.

    Bom, os últimos dias tenho trabalhado ao ar livre, enfrentando o friozinho gostoso. Hoje fez sol, mesmo com protetor solar estou queimado, por causa do calorzinho cansei mais rápido.

    – Outra coisa, assim como o frio “fode” alguns agricultores outros dependem do frio. As “mimosas” (não a vaca, as tangerinas, pokans e afins) precisam do frio pra ficarem doces, pinhão precisa do frio pra ficar bom, vinhos vendem mais no inverno, os criadores de ovelha ficam felizes com o aumento da procura de lã e por aí vai…

    Enfim… ainda conversaremos muito pessoalmente em algum dia frio dentro de algum rio. rs.

    abraço.

  7. Flavia Sereia disse:

    Eu adoro frio, mas quando é nos outros kkkkkk eu quero é distancia do frio. Mas gostaria sim de tirar algumas fotos depois da chiada hehehhe

    bjs

  8. Lula disse:

    Gosto de qualquer temperatura, desde que não exagerada.

    Eu até gostaria de dizer que você entrou numa chelada, mas depois de ver a carinha feliz da Bianca, cantando Eisenbahn, concordo com quem diz que você foi pro paraíso e, inconscientemente, já sabe, já que sua manhã no dia dos namorados foi óóótima (viu? eu entendi! Nada aquece melhor, corpos, corações e mentes), os peixes daí tem mais sabor e de montão, o feijão é mais gordinho e, pra finalizar, a mulher ‘é aquela’.

    É o paraíso. Você até está batendo menos nos políticos.

    Beijão pra todos vocês aí. E VIVA O AMOR.

  9. Norma Sueli disse:

    Jr,
    Depois que passei dos “enta”, comecei a gostar mais do frio.
    Mas não gosto de nada exagerado, nem do frio nem do calor, gosto de tudo na medida certa!
    Lindo seu fogão à lenha e não de lenha!
    O meu em casa que era de lenha passou a ser à lenha OK?(vai que ele queima e se auto suicida!)
    E depois desta gafe, eu quase me auto suicidei a mim mesma!! rsrs!!
    (desculpe o plágio… kkkkkkkk)
    beijos

  10. Cejunior disse:

    Na zona rural de Nova Friburgo, no auge do inverno tem geada. E os caras ficam furiosos, porque significa acordar as 4 da madrugada, com a temperatura abaixo de zero e ir molhar a plantação, para não possibiltar a formação de gelo, que dá o maior prejuízo.
    Geada por aqui só é boa prá turista carioca, que sai lá dos seus 40º para ver tudo branquinho…
    Em casa tenho, além da lareira, aquecedores elétricos (à óleo) em cada quarto. E tem dia que os bichinhos ficam ligados diretos…
    Gosto muito de frio (se não não tinha vindo morar aqui), mas você tem razão: em excesso é uma gelada!
    Ontem a temperatura chegou aos seis graus…
    Um abração.

  11. Luma disse:

    Credo!! 😦 Eu odeio frio!! Principalmente se tenho que ficar parada congelando e geralmente estou sentada em minha mesa trabalhando. Lógico que para quem não trabalha é uma delícia! Passa o dia todo debaixo de um edredon térmico, aquecedor ligado ou o famoso “cobertor de orelhas”, vinhozinho, comidinhas…não vou dizer que não procuro o frio, de vez em quando subo a serra, mas é só pra mudar de paisagem! 🙂 Beijus

  12. […] não é que assim que a entrevista com o chefe do tal estudo sobre os problemas que assolam o Rio Itajaí-Açu começou a falar, praticamente todos se levantaram da mesa e passaram a conversar animadamente […]

  13. […] não é que assim que a entrevista com o chefe do tal estudo sobre os problemas que assolam o Rio Itajaí-Açu começou a falar, praticamente todos se levantaram da mesa e passaram a conversar animadamente […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: