Como ganhar dinheiro fácil

Vi numa reportagem da plin-plin uma situação inusitada, falava de decasséguis favelados, logo eles, vejam só.

Dizia que o governo, por meio do ministério das relações exteriores vai usar o meu (e seu) dinheiro pra trazer de volta ao brasil uma família que passou 13 anos no Japão e agora não tem nada, nem como sair de lá. Mostrou o pai coitadinho e a mãe se demiliguindo em lágrimas. É uma família de verdade, nada de ficção, mas a gente pode usá-la para representar milhares de pessoas que seguiram o caminho do sol nascente quando a porca torcia o rabo por aqui. Lá, se trabalhassem tanto quanto gostariam de trabalhar por aqui, o dinheiro viria fácil, e o riso correria solto.

Fui criado no interior do Paraná, tem japa pra caramba por lá. Meu amigos começaram ir ao Japão quando eu ainda era garotinho, como muitos deles eram também. Sei como as coisas funcionam, sei de todos os motivos alegados pra submeter-se ao “sub-emprego” do outro lado do mundo. Tenho leitores e amigos morando no Japão. Gosto e respeito a opção que fizeram. Mas daí até ficar de chororo por decasséguis perdendo o emprego morando embaixo das pontes sem coragem de contar a verdade para a família que ficou no brasil? Daí até achar certo que usem o meu dinheiro pra pagar passagens internacionais? É pedir demais.

Da minha parte, sou capaz de apostar com você que essa é uma das milhares de famílias (ou pessoas) que passaram anos mandando dinheiro escondido (ilegalmente) para o brasil, sem declarar a entrada e renda, portanto, sem pagar impostos. É assim que as coisas funcionam sim, nem adianta espernear, fazem tudo por baixo dos panos.

Agora vamos olhar por outro ângulo, ou aprofundar o olhar para traçar paralelos.

Há alguns anos eu apostei tudo que tinha numa empresa. Depois de mais alguns anos a vendi por 1/3 do valor total que apliquei nela, não funcionou por vários motivos que não vem ao caso. Fiquei 3 vezes mais pobre do que era antes. Não deu certo, mas eu tentei. Paguei impostos pra cacete, mas também gerei vários empregos por anos, gerei divisas, gerei PIB para a nação.

Me pergunta se em algum momento o governo saiu em minha defesa ou em meu socorro. Não, e eu nem esperava por isso. O problema era meu, eu me meti nele e não queria que ele pegasse o seu dinheiro, querido leitor, pra me ajudar. Assim como eu não gosto quando pegam o meu dinheiro pra ajudar quem não deu certo do outro lado do mundo.

Me fale sinceramente, você daria sua grana para subsidiar os meus fracassos?

Se você der, então encontrei um jeito de ganhar dinheiro fácil.

Anúncios
Publicado em brasil
16 comentários em “Como ganhar dinheiro fácil
  1. Silvia disse:

    Realmente, não faz sentido! E obrigada pelo link lá no Casa Amarela 140!!!

  2. Lula disse:

    Amigão, primeiro que você jamais será um fracassado, segundo que se um dia você precisasse de meu din-din pra te ajudar, e eu o tivesse, sem sombra de dúvida que eu te daria.

    Vi a reportagem também e achei meio demagógico aquela cena. Ora, se a família trabalhou por lá por tantos anos e não economizou ‘pro futuro’ alguma coisa ‘deu errado’, né? Muito estranho.

    Abração.

  3. ABSAIR disse:

    É ! NÃO É MOLE NÃO. JÁ PENSOU SE O GOVERNO FOSSE AJUDAR TODOS OS BRASILEIROS QUE SE ENCONTRE EM MAUS LENCOIS?
    A RESPOSABILIDADE NESSE CASO É DE CADA UM,QUE ASSUMEM SUAS DECISÕES QUANDO NÃO DÃO CERTOS. SE HOUVE A GANÂNCIA DA PESSOA IR EM BUSCA DO DINHEIRO LÁ FORA ELA QUE SE ARQUE COM AS CONSEQUÊNCIAS DEPOIS.

  4. DO disse:

    Assino embaixo,JUNIOR. Claro que concordo com a sua linha de pensamento.
    E até uso o mesmo raciocínio pra não concordar que o governo injete o nosso dinheiro pra salvar bancos,por exemplo. Enquanto ganharam bilhões,estava tudo certo ( eles até financiavam as campanhas das quadrilhas,né? ) ,mas qdo começam a perder dinheiro,pq é que eu tenho que salvá-los?

    Como vc,a minha empresa tbem está semi-cerrada.E diretamente por causa do governo,não por minha incompetencia. E em nenhum momento eu fui bater na porta deles pra pedir ajuda.

    Virou festa!!

    Abraços!!

  5. grace olsson disse:

    Junior é o tipo da coisa:quem comeu a carne que roa os ossos….kkkk
    Ou seja:eu saí do Brasil.Trabalho aqui e pago meus impostos.Quer dizer que nao vou ter retorno quando eu me ver caido?
    Sinceramente…quem ficou para trás e ralou que só a peste…vai ter que pagar a conta???Eu, hein!!!!!!

    dias felizes

  6. Mas uma vez você coloca sua opinião de forma correta e justificada, parabéns!
    Concordo plenamente com você e se é para ajudar quem tá sem emprego não precisa ir procurar do outro lado do mundo.

  7. Cejunior disse:

    Sem dúvida, meu caro e lembro que algumas intervenções do governo para “ajudar” os necessitados acabaram com a Varig, por exemplo. Mas aqui no Brasil todo mundo arranja um jeito de se dar bem, não é mesmo ? E que se dane quem paga seu imposto em dia, como eu, você e milhões de outros.
    Um abração e bom fim de semana.

  8. Herika disse:

    Depois de assistir o vídeo com a reportagem eu já esperava mesmo que alguém fizesse esse tipo de colocação.
    Sou dekassegui e vim pra cá por aventura e acabei ficando. Depois de muito tempo acabei formando uma família e resolvemos ficar por aqui, por todas as facilidades que o país nos oferecia. Fui e continuo sendo duramente criticada por não ter lutado pra melhorar a situação no Brasil, por ter “fugido” quando a situação apertou, por enviar verbas ilegalmente, por tanta coisa que a mim não afetaram sinceramente. A minha história particular é outra.
    A crise chegou e nos pegou de jeito. Não, não estou me lamentando. Foi escolha minha continuar morando aqui com todos os riscos.
    E apesar de entender a posição daqueles pais (são pais e acima de qualquer coisa imagino que pensem nos filhos passando fome), não, eu não concordo com esse tipo de ajuda do governo.
    Primeiro, como você bem disse, não é justo utilizar o dinheiro com fracassados, estejam no país ou fora, e não falo apenas dos que vieram para o Japão.
    Segundo porque eles não são os únicos e nem os mais necessitados.
    Terceiro, morando aqui posso dizer com certeza que existem formas infinitamente mais dignas de sobreviver a essa crise.
    Apesar de ter ficado com pena das crianças achei patético os pais fingindo arrumar as coisas e chorando em frente às câmeras.
    E continuo por aqui sim, porque não sou do tipo que corre na primeira dificuldade que aparece pela frente 😉
    Beijos!

    Herika querida, uma das pessoas em quem pensei muito enquanto escrevia foi você. Fico imensamente feliz que você tenha compreendido bem o que eu quis expor. Que as minhas indignações não residem no fato de pessoas buscarem o que veem como melhor pra si em determinados momentos, como você fez. Mas acho que a imprensa também arma os seus circos, pra fazer reportagens mais “comoventes” e porque não dizer, “convincentes”.
    Beijos

  9. Herika disse:

    O mais deprimente, meu querido amigo, são as pessoas, de bom grado, se prestarem a tal papel e, pior, nem precisam de câmera por perto.

    PS. Você tirou um peso enorme do meu coração, depois que escrevi reli diversas vezes antes de clicar submit com medo de ter sido rude.
    Beijos!

  10. Flavia Sereia disse:

    Concordo plenamente com o seu ponto de vista. Se tem gente la´fora passando fome por causa da crise, aqui no Brasil também temos, afinal quantas e quantas empresas estão demitindo em massa os funcionarios? Será que o governo vai ajudar a essas pessoas tb? Ou só vai ajudar a quem se mandou daqui e a quem paga os impostos vão ficar na pior?
    As vezes nem acredito nas merdas que esse governo faz.

    bjs

  11. Norberto disse:

    Boa noite,

    Primeiramente, deixe me apresentar, meu nome é Norberto, sou cunhado do nosso, querido escritor Jr., e fico sinceramente, embasbacado, como as pessoas que acham tudo que esta reportagem mostrou uma coisa de outro de mundo, (não é porque estava no Japão), e me admira muito alguns leitores, acharem tudo isto estranho.
    Primeiro, ajudar pobre brasileiro não da IBOPE, para o governo, mais isto já é cultura, certo!
    Gosto muito do meu cunhado, que por sinal, como todos já sabem é o Jr., mais,acho que ele ainda vai ter um ataque cardiovascular, de tanto se importar com estes assuntos, que infelismente, são poucos que darão valor, mais o admiro mesmo assim, pelo ideólogista que ele é, e podem ter certeza, “É”, mais precisa viver de uma forma melhor.
    Ainda bem, que ele conheceu, a minha adorada cunhada, Bianca, e que foi morar em Sta. Catarina, e saiu deste inferno que se chama, “SP”.
    Agora, querem que eu fale realmente, minha opinião, de tudo que vcs, leitores escreveram, e são contra, inclusive meu cunhado, estão todos errados, eu aceito, tudo isto, porque o povo colocou estes governantes onde estão, então não reclamen, que eles ajudem quem esta fora ou dentro do BRASIL, da próxima vez, que escolham, melhor as pessoas para cuidar de seus, e meu dinheiro, porque pago muito e muito caro para viver em ILHABELA/SP, e não estou reclamando, se está certo ou errado, buscar uma familia, mentirosa?, não sei, no Japão ou onde for, procuro fazer o suficiente, para manter minha familia, e cumprir com minhas obrigações, porque se eu não fizer isto, pode ter certeza, que o governo não vai me ajudar, e tambem não adianta eu reclamar se vão ou não,buscar, DEKASSEGUIS ou Alemões, Turcos ou Arábes, porque me ajudar não vai dar nóticia, então se enganem, o quanto quizerem.
    Desculpe, a minha inábilidade com as palavras, e pricipalmente, com pontos e virgúlas, pois não sou um escritor nato, sou um cara batalhador, bronco, dificilmente escrevo, no BLOG, de meu cunhado, mais o espanto das pesoas que fizeram os comentário, foi demais para mim, com coisa que não sabem que moram no BRASIL.
    Vamos, senhoras e senhores, leitores, dos artigos que meu querido, cunhado, escreve, admira-los, sim, mais se espantar, “JAMAIS, porque é assim que as coisa funcionam.

    Obrigado

    Boa noite,

    E podem falar o que quizerem, do meu comentário, porque, não vou me deixar enganar, e nem vistir a carapuça, do me faz de conta, estou surpreso, com tudo que acontece, neste BRASIL, que todos criticam, mais ninguen inclusive, “EU”, não faço nada para mudar, mais o meu cunhado sabe, nestes políticos que estão ai eu não votei, meu candidato ele sabe, É MEU AMIGO P. SALIM. MAL….., gostem ou não.

    Fui…………

  12. Lula disse:

    Hahahaha…Grande Norberto Cunhadão!

    Primeiro, cunhado do Jr, É CLARO QUE AJUDAR POBRE DÁ IBOPE, é só ver as pesquisas que mostram a popularidade do governo Lula(o outro).

    Segundo, eu admiro muito todos os que foram buscar melhor situação fora e permaneceram – ou retornaram – bem nesses/desses lugares, sem incomodar quem quer que seja.

    Terceiro, reprovo, mesmo, quem abandona o próprio pais, mete o páu e depois vem na TV, com cara de choro pedindo ajuda pra voltar.

    Quarto, não perdoo sua ‘inábilidade’ não. É por causa de analfabetospocotós (o JR que disse, heim!!) que o “SEU” Brasil tá como você diz.

    Quinto, o “MEU” pais tá ótimo e eu o AMO. Faço por ele e não espero que ele faça por mim, com ou apesar de políticos.

    (Mas você foi divertido, e isso vale, pra mim).

    Voltei……….

  13. Norberto disse:

    Em resposta, ao caro LULA

    Que bom, que consegui, divertir vc, porque o que eu poderia esperar, de alguem, que se chama LULA.

    Que, sempre vai adorar, o que o outro LULA, faz, e tambem tenho orgulho de ser o tal…BRASILEIROPOCÓTO, que meu cunhado diz, mais não hipócrita, para ficar achando que esta tudo bem, como alguns…….

    E, minha inabilidade com as palavras, não precisa de sua aprovação, porque tenho que correr atraz, de minha vida, e dos prejuizos, que seu CHARA, colocou todo o povo pobre, deste BRASIL.

    Só vc para ver vantagens, nesta ajuda, mentirosa, que é o bolsa familia e outras, que este governo, engana o povo e achar que da IBOPE.

    Abraços

  14. Richard Akatsuka disse:

    Nao sao todos q vao pegar essa ajuda,nunca precisei da ajuda do governo brasileiro e nao vai ser agora.Moro a 9 anos no Japao,sempre q fiz remessa paguei as taxas e imposto ja pagamos aqui no Japao.Somos todos brasileiro independente de morar fora do Brasil.Vcs nao podem tirar de exemplo uma familia q voltou sem nada pro Brasil e com ajuda do governo.Eu nao sou afavor do fome zero,acho q o governo tinha q gerar emprego.Mas tbm nao sou afavor de as pessoas passarem fome.Eu mando todo mes dinheiro pro Tio da minha esposa,ele tem 6 filhos e mora no pernambuco.Em 2004 fiquei sabendo da situacao dele,e desde entao eu e minha esposa ajudamos ele.Ele e agricultor,mais tem mes q falta comida para as criancas.Mandamos materiais escolares tbm.Muitas pessoas q estao no Japao,nao pensam em beneficio proprio e sim ajudam ao proximo.Essa ajuda q o governo quer dar pros nescessitados q moram aqui no Japao,e mixaria comparado aos gastos pessoais e desvio de verbas publicas q vem acontecendo.Surgi tanta corrupcao ai no Brasil e ninguem toma providencia.Mesmo comprovado q houve fraude,o dinheiro nunca volta a origem.Antes de vcs reclamarem de dinheiro,pensem no Sarney,Paulo Maluf,PC Farias,Jorgina,Lalau….

  15. Yara Carolina Takatsu disse:

    Adorei sua reportagem!!Sou dekaseki a 12 anos,minha mae veio a falecer no brasil a 5 meses,fiz uma divida enorme para poder voltar ao brasil,para ver a situação de meu sobrinho deficiente,do qual minha mae tomava conta;que a mãe do mesmo esta aqui no japao a 19 anos e o abandonou.Tentei coloca-lo em clinicas de caridade no brasil,por não ter ninguem para tomar conta dele!Mas não encontrei nenhuma!!Voltei ao japão,e agora com dividas ate o pescoço,vou ter que voltar ao brasil novamente,pois a pessoa que toma conta dele não esta aguentando!!Fui as autoridades aqui no japão,e nada fizeram por mim,nem procurar minha irmã.Disseram que simplesmente ela sumiu porque quis,entao nao podiam fazer nada!!Mas ao final das contas,não pedi,e sei que mesmo se pedisse ajuda,ou aqui,ou no meu pais,ninguem me ajudara mesmo!!E me sinto mal,ao pensar que estarei usando o dinheiro dos outros,que nada tem haver com minha historia.Realmente,ao inves de se meter nisso,o governo brasileiro deveria se preocupar muito mais com a saude publica do brasil,e com tantas outras coisas de ruim que tem ai…Eu estou sendo obrigada a voltar.Se nao,com certeza nao voltaria.O BRASIL É UMA VERGONHA;E AGORA COM ESSE LULA SE PREOCUPANDO TANTO COM O EXTERIOR,TENHO CERTEZA QUE AS COISAS FICARAM PIOR AINDA!!Pois,no exterior por mais dura que a vida seja,da pra levar.No Brasil é impossivel!!!grande abraço!!

  16. aragao disse:

    concordo em partes.
    cada um tem q arcar com a escolha q faz.
    mas meu povo, se tem gente passando necessidade, brasileiro ou nao, no brasil ou nao, e o governo pode ajudar, pq nao fazer?
    se coloquem no lugar daqueles q precisam.
    odeeeio sensacionalismo.. é simplesmente ridiculo, tudo por audiencia, isso eu concordo.
    Mas eu penso o seguinte, é nosso dinheiro? é sim.
    dinheiro q poderia ser investido em educação e etc.. mas q sinceramente nao seria, o governo ajudando ou nao os brasileiros q estavam no japao, a situação no brasil ia continuar a mesma, nao é pq eles nao ajudaram q vai ter mais verba pra educação aqui, e nao é pq ajudaram q vai ter menos, vai continuar td igual aqui.
    Pelo menos meu dinheiro serviu pra trazer pra casa pessoas q estavam precisando, nao é facil ver seus sonhos destruido, ver seus filhos passar fome e frio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: