Quilômetros de Fevereiro/13

Fevereiro foi um mês puxado que me obrigou a uma mudança na rotina de treinos que veio para o bem. O aumento de volume das corridas individuais pediu a diminuição no número de corridas individuais, dessa forma, fiz um número menor de treinos, porem foram treinos mais longos, além é claro de manter os treinos de velocidade.

Fiz algumas puxadas de 8km na estrada em pace 4’50” que fizeram meu joelho dar um alerta: corra mais devagar para ir mais longe. Isso me levou à alguns textos interessantes sobre o assunto e neles aprendi que corredores muito velozes fazem a maioria dos seus treinos de resistência correndo bem devagar, com paces entre 5’50” e 6’30” ou mais. A lógica por trás disso é que parar correr bem, primeiro você precisa correr mais. O problema é que quanto maior o ritmo, maior o desgaste.

É por essa lógica que fazemos curtos treinamentos de qualidade e velocidade, os tiros ou intervalados (interval training). Você ensina seu corpo à ser veloz, mas faz isso com curtos períodos de tempo, em distâncias pequenas. Seu corpo “aprende” para quando for preciso utilizar essa sabedoria, mas não se desgasta além da conta durante os treinos.

Em março o foco nos treinos será os 10k em menos de 1h. Não será um recorde pessoal, já que tenho 10k em menos de 50′, mas quero focar em treinos de 10k com split negativo, gostaria bastante de conseguir 4 deles em março.

volume-corrida-02

Anúncios
Marcado com: , ,
Publicado em Running

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: